No Conversa com Bial, Glória Pires elogia Vale Tudo: “melhor novela que a gente já fez”

Entrevista faz parte da série que homenageia os 70 anos da TV brasileira

Publicado há 5 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No Conversa com Bial desta sexta-feira (07), Pedro Bial entrevista a atriz Glória Pires, como parte da série comemorativa aos 70 anos da TV brasileira, exibida desde o começo desta temporada do programa. Na atração, a atriz relembra momentos importantes de seus quase 50 anos de carreira e comenta sobre alguns dos personagens que marcaram a sua vida e a história da dramaturgia nacional.

Entre eles, Glória fala sobre o sucesso de Vale Tudo, novela escrita por Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères, famosa também por transmitir um dos crimes mais impactantes do horário nobre, e que parou o país com a pergunta: “Quem matou Odete Roitman?”. Considerada uma das novelas mais importantes da história da televisão brasileira, a produção foi disponibilizada há poucas semanas no Globoplay.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Era o final dos anos 1980 quando Glória Pires, aos 25 anos, interpretou Maria de Fátima, a jovem que vende a única propriedade familiar e foge com o dinheiro, em busca do sonho de se tornar modelo, na novela Vale Tudo. Apesar do longo e importante currículo, Glória não esconde o carinho especial pela obra.

“Eu não costumo assistir a novelas que eu tenha feito, não. Mas eu estou assistindo Vale Tudo, que eu considero a melhor novela que a gente já fez. Incrivelmente atual”. Sobre as personagens, a análise é clara: “Eram muito reais, sem ter mocinho e bandido. Todos eram humanos”, comenta.

Apesar da bela recordação de Maria de Fátima e Vale Tudo, Glória e Pedro Bial também comentam sobre outros trabalhos importantes da atriz, lembrados até hoje pelo grande público. É o caso das gêmeas Ruth e Raquel de Mulheres de Areia, novela de 1993.

Glória revela que dar vida às irmãs foi muito intenso: “Eu tinha uma bebê de quatro meses quando comecei a gravar a novela, eu amamentava e decorava aquele mundo de texto. E ainda fazia aquela mágica acontecer que era trabalhosíssima”, diz referindo-se a interpretar duas personagens na mesma cena. A atriz também conta os segredos de cada uma das gêmeas: “Era muito instintivo”.

Na entrevista, Glória também conta detalhes e curiosidades da vida de atriz mirim, antes de interpretar Maria de Fátima, Ruth e Raquel e tantas outras personagens. Ela lembra quando, ainda criança, ia fazer os testes televisivos, revelando ainda reconhecer aquele nervosismo inicial.

“Cada vez que eu vou começar um trabalho, que eu vou a um novo set, conhecer ou reencontrar colegas, eu ainda sinto a mão gelada, o coração parece que vai sair pela boca, um monte de borboleta na barriga… E essa era a sensação que acontecia comigo”, revela.

Ainda durante o bate-papo, Glória Pires surpreende, inclusive a Pedro Bial, ao revelar que nem sempre se sentiu confortável em frente às câmeras. E ainda traz anedotas sobre Daniel Filho, fala sobre a família e os projetos pós pandemia.

Com direção artística de Mônica Almeida, o Conversa com Bial vai a ao ar de segunda a sexta-feira, após o Jornal da Globo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio