No ar em Segundo Sol, José de Abreu será milionário em trama das 18h

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Responsável por viver o Dodô, pai de Beto Falcão (Emílio Dantas) em Segundo Sol, trama das 21h de João Emanuel Carneiro que irá ao ar até novembro, José de Abreu surpreendentemente já possui um novo trabalho agendado na TV Globo.

Leia: “Muito vergonhoso”, diz Rachel Sheherazade sobre episódio envolvendo José de Abreu

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O famoso será um milionário do ramo imobiliário em Órfãos da Terra, enredo das 18h de Thelma Guedes e Duca Rachid que substituirá Espelho da Vida no primeiro semestre de 2019, informou Patrícia Kogut.

Saiba mais: José de Abreu se irrita com internautas: “Tapados!”

Vale lembrar que outros nomes estão reservados para a história, como Alice Wegmann, Eliane Giardini, Paulo Betti, Renato Góes, Julia Dalavia, Paula Burlamaqui, Mouhamed Harfouch e Marcelo Médici.

Alice Wegmann será filha de sheik árabe prometida em casamento em nova trama das 18h

A saber, longe da TV desde que viveu a Maria de Onde Nascem os Fortes, Alice Wegmann voltará ao ar em Órfãos da Guerra. Na história, a estrela será filha de um sheik árabe, o grande vilão da trama.

A jovem será prometida em casamento para o papel interpretado por Renato Góes, informou a colunista Patrícia Kogut. Contudo, o início da novela se passará no Líbano, mas depois haverá uma passagem de tempo mostrando os personagens no Brasil.

Alice Wegmann revela que não quer mais viver qualquer tipo de papel: “Não faz mais sentido fazer coisas rasas”

Alice Wegmann declarou que interpretar a personagem foi algo muito importante na sua vida. “Agora eu só quero fazer personagens com propósito, que mudem alguma coisa nas pessoas, já não faz mais sentido fazer coisas rasas, quero algo que mude as pessoas para melhor”, afirmou inesperadamente a estrela à revista Marie Claire.

“Vivi uma personagem feminina muito marcante, muito forte, que a gente não está acostumado a ver. Esses são normalmente papeis que Cauãs e Lombardis fazem. Só agora vemos uma mulher na TV peitando uma justiça corrupta, com juízes corruptos, polícia corrupta, e apesar de ser uma menina de 24 anos, teve a força necessária para enfrentar essa situação”,analisou, contudo, a atriz.

Ela se viu no meio de um furacão, perdeu o irmão e foi atrás da verdade e conseguiu enfrentar tanta coisa. Acho que este tipo de personagem ajuda a tirar um pouco do preconceito que está muito enraizado em nossa cultura de que a mulher não pode fazer nada. A Maria chegou para mostrar isso, ela veio para mostrar que a mulher pode, sim!”, concluiu, enfim, Wegmann.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio