No ar em Fina Estampa e O Clone, Eri Johnson fala sobre participação em novelas

Ator, que fez seus últimos trabalhos na Record TV, falou sobre personagem da novela das 21h e experiência com autora de O Clone

Publicado há 4 meses
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No ar como Gigante na edição especial de Fina Estampa, na TV Globo, e como Ligeirinho, na reprise de O Clone, no Canal Viva, Eri Johnson falou, em entrevista ao jornalista Naian Lucas do Na Telinha, sobre as duas novelas em cartaz e relembrou sua experiência na época das gravações.

Em relação à trama de Aguinaldo Silva, o ator contou que chegou a reclamar da falta de espaço ao personagem na ocasião, mas afirmou ter se arrependido.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Humildemente falando, eu reconheço que deveria ter reclamado menos. Deveria ter feito tanta coisa diferente, mas a vida é assim”, comentou o artista, que opinou que, na história, o jogador de vôlei acabou ficando perdido.

Gigante (Eri Johnson) e Griselda (Lilia Cabral) em Fina Estampa (Foto: Reprodução/TV Globo)

Minha reclamação foi de querer mais, sempre querer mais. Acho que o personagem poderia ter sido mais aproveitado”, disse o intérprete, que durante o bate-papo falou também sobre a experiência que teve com o folhetim de Glória Perez no ar atualmente na TV a cabo.

“Fazer novela com a Glória foi muito prazeroso, muito gostoso porque em determinados momentos parecia que eu já sabia o que viria nos próximos capítulos, nos próximos blocos”, afirmou Eri, que trabalhou também com a autora em Barriga de Aluguel, De Corpo e Alma, Explode Coração, Pecado Capital e América.

Na história de Jade (Giovanna Antonelli) e Lucas (Murilo Benício), ele dá vida a um malandro, funcionário do ferro-velho de São Cristóvão.

Eri Johnson como Ligeirinho em O Clone (Foto: Reprodução/TV Globo)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais