Nepotismo, atores desconhecidos e história ruim fizeram de Like o maior desastre da carreira de Pedro Damián

Publicado há 2 anos
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

E vai chegando ao fim mais um grande fracasso da Televisa. Like, novela que foi projetada para repetir o sucesso de Rebelde, segue amargando baixos índices de audiência no canal. O fiasco é tanto que, até fora do México ela não funcionou. Nos Estados Unidos, por exemplo, a novela será retirada do ar pela Univisión já na segunda-feira (7), após mudar duas vezes de horários devido aos seus problemas de audiência.

Veja também: Fenômeno, Avenida Brasil ganha reprise em Portugal

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No México, a novela teve capítulos cortados e chegará ao seu fim ainda este mês. Entre os maiores problemas que acarretaram a baixa audiência de Like, está a comparação insistente e precoce com o fenômeno Rebelde. O público também não identificou a inclusão proposta pelo produtor como temas a serem abordados. Com o andar da trama, algumas cenas acabaram censuradas. Supostas brigas internas entre os próprios protagonistas também chegaram a repercutir negativamente na imprensa local. Pedro Damián também foi acusado de nepotismo ao dar o papel principal da trama para sua filha, Roberta Damián.

Diálogos mal interpretados por atores cheios de carisma – mas sem talento ou preparo – também contribuíram para o insucesso. A história confusa se perdeu ainda mais ao tentarem explorar culturas completamente diferentes e sem aprofundamento. Like entra para a história da carreira do produtor Pedro Damián, como o maior fracasso de sua trajetória na televisão mexicana. Damián é responsável por sucessos como Quinceañera, com Thalía e Adela Noriega, Chispita, com Lucero, Carrossel, Luz Clarita, Pequena Travessa, Primeiro Amor, Classe 406 e Rebelde.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais