“Não conheço, não sei quem é”, diz Boris Casoy sobre Paulo Henrique Amorim

Publicado há 4 anos
Por Neuber Fischer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Boris Casoy é o novo contratado da Rede TV! e concedeu a primeira entrevista ao Programa Amaury Jr, que irá ao ar nessa quarta-feira (12), a partir da meia noite e meia. Esbanjando simpatia, Boris comentou sua saída da TV Bandeirantes, que foi uma transição serena e conta estar feliz com o novo horário “Sair de casa à noite e chegar às 4h da manhã é coisa para jovem”, brinca.

Boris é questionado se continua brigado com Paulo Henrique Amorim e responde: Quem? Amaury repete a pergunta, ainda meio incrédulo e Bóris frisa que não conhece, que está com a memória fraca, desconcertando Amaury e tirando uma gargalhada do apresentador.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O jornalista conhecido pelo bordão “isto é uma vergonha!” relembra os momentos da infância, que sofria com as piadas das crianças por conta de uma poliomielite, que ele e sua irmã tiveram nos primeiros anos de vida. “Minha irmã gêmea Nina teve pólio comigo em 1942. Nessa época não tinha vacina, nem se sabia exatamente o que era. Nesse período febril, a pólio é totalmente contagiosa, nós praticamente andávamos igual dois sacis. Minha mãe nos levou para operar nos Estados Unidos e fizemos um autotransplante. Eu ainda sai bem, mas claro que deixa marcas! Até aos nove anos as crianças faziam piada me chamando de “mula manca”. Eu ia chorar no colo da minha mãe e ela chorava junto, mas eu acho que me sai bem, consegui jogar futebol, brincar, aproveitar bastante”, finaliza

Política é um assunto que não poderia faltar, Amaury antecipou dizendo que a astróloga Maricy Vogel, que previu a vitória de João Dória, afirmou que o presidente Trump irá vencer também. Boris disse respeitar, mas deixou claro que não acredita em adivinhações e espera a vitória de Hillary. “Acho o Trump um maluco, perigoso, porque ele fala para uma parte substancial da sociedade americana e a Hillary não é a presidente que os Estados Unidos gostaria de ter. Ela é simpática, mas ela mentiu, ela foi irresponsável na questão dos emails e tem um passado profissional nebuloso. Os americanos estão descontentes com os dois candidatos, mas vai ter que ser um”.

Sobre a vitória do candidato João Dória, eleito no primeiro turno, a prefeito em São Paulo, ele se diz otimista. “Eu acho uma figura interessante. Eu sou suspeito para falar até por uma relação pessoal, mas ele vai ser analisado e criticado como qualquer pessoa pelas suas ações. Ele é trabalhador, precisa tomar cuidado com algumas declarações (eu vi uma declaração da mulher dele, que eu não gostei). Eu tenho esperança que ele faça uma boa administração. Tentam vestir nele a camisa de chique, e isso não é verdade! João cresceu com esforço próprio. No Brasil se condena muito quando se tem sucesso, é pecado ter dinheiro. O João trabalhou e ganhou muito dinheiro”.

A entrevista de Boris Casoy com o apresentador Amaury Jr vai ao ar nessa quarta-feira (12 de outubro), a partir da meia noite e meia, na Rede TV!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio