“Não chorei. Eles choraram”, diz Ronnie Von sobre demissão da Gazeta

Publicado há um ano
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Luciana Gimenez entrevistou em seu talk show, Luciana By Night, desta terça-feira (27) o cantor e apresentador Ronnie Von. Durante a conversa com Gimenez, Ronnie relembrou momentos marcantes de sua vida – entre eles o romance que teve aos 18 anos com a melhor amiga de sua mãe, uma mulher 24 anos mais velha que ele.

Eu era cadete da Aeronáutica e ela era uma gata. Tinha 42 anos, recém-desquitada e morava perto da gente. Que paixão! Foi um Ensina-me a Viver”, conta ele, fazendo referência ao filme de 1971 que mostra a relação entre um jovem e uma senhora apaixonada pela vida. “Fiquei com ela uns três ou quatro meses até minha mãe descobrir. Foi um sonho!”, detalhou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O apresentador tampouco fugiu de assuntos mais espinhosos, como sua recente – e ruidosa – saída da TV Gazeta, após mais de 20 anos de serviços prestados. “Foi emocionalmente muito complicado. Eu não queria sair de lá, foi de surpresa. Entrei na superintendência e disse: ‘Qual é a má notícia?’ Me responderam: ‘A pior de todas. O programa [Todo Seu] tem que acabar’. Foi assim, da noite para o dia”.

Consagrado no meio televisivo, Ronnie lamenta ter sido pego de supetão, mas reconhece os anos na emissora. “Devo muito à Gazeta e eu não chorei, não. Eles choraram. No mesmo dia em que eu saí já tinha dois convites para voltar para a televisão“, gabou-se.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais