Nada Será Como Antes: Os desafios de Verônica

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As consequências de ter um filho, solteira, são incalculáveis na vida pessoal e profissional de Verônica (Débora Falabella). Protagonizando o maior sucesso da TV Guanabara, Anna Karenina, fica cada vez mais difícil disfarçar a gravidez: “Se descobrem que Verônica vai ter um filho sem pai, a carreira dela vai para o brejo”, diz Saulo (Murilo Benício) para Aristides (Bruno Garcia), decidindo, então, antecipar o fim da novela antes que o público descubra.

Longe dos holofotes, mas não do olhar conservador da sociedade da época, são poucas as alternativas de Verônica. Aristides sugere que, após o nascimento, ela entregue imediatamente a criança para um internato onde ela poderia visitar o filho em segredo. Mas ela decide enfrentar a situação e pede ajuda à mãe Lourdes (Susana Ribeiro): “Um escândalo desse pode acabar com minha carreira, vou terminar sem condições até de criar meu filho”, desabafa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Há 10 anos, Verônica não voltava ao interior para visitar os pais e decidiu fazê-lo com a intenção de que a criança ficasse com eles até que ela se organizasse. Desde que foi para o Rio de Janeiro para ser atriz, o pai, Ernesto (Antônio Fábio) não falava com ela. Mas, a notícia de que seria avô acaba por reaproximá-los: “A verdade, filha, é que eu não aguentava mais de saudade de você, estava doido por um pretexto para fazer as pazes”, diz ele emocionado. A situação parecia resolvida até que Ernesto procura Saulo para tentar reconciliar o casal. Para ele, Saulo não queria assumir a criança por estar separado de Verônica, já que esta foi a versão que ela havia contado. Ao descobrir que o Saulo é estéril e seu neto seria filho de um ator americano, que Verônica nunca mais viu, ele rompe novamente com a filha: “Eu não quero um neto sem pai”, diz ele lavando as mãos em relação ao destino da filha.

Nada Será Como Antes é uma série de Guel Arraes e Jorge Furtado, escrita por Guel Arraes, Jorge Furtado e João Falcão, com direção artística de José Luiz Villamarim.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais