Mouhamed Harfouch fala sobre mensagem por trás de Órfãos da Terra: “Ela traz esse frescor do amor universal”

Publicado há 2 anos
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator Mouhamed Harfouch está voltando para às novelas da TV Globo em Órfãos da Terra. Ele será Ali, um nativo brasileiro sócio-proprietário de uma casa de chás no bairro da Vila Mariana, em São Paulo. “O Ali é brasileiro, filho de palestinos. Os pais faleceram então ele vive com o avô, e como a irmã. Ele toma conta de uma casa de chás e foi morar na frente deles uma família de judeus. Ele vai acabar se apaixonando pela Sara, uma vizinha que também se apaixona por ele. É um clássico Romeu e Julieta com uma faixa de Gaza ali na frente (risos).”, contou o ator sobre seu personagem.

O avô de Ali, tem problemas com um vizinho, principalmente pela diferença de religião dos dois. “O avô do Ali, que é o Flavio Migliaccio e o avô da Sara, que é o Osmar Prado tem uma rixa braba. Aquela coisa de judeus versus palestinos. O que vamos mostrar com isso é que a única forma de a gente superar qualquer desavença, intolerância ou dificuldade, é através do amor”, disse Mouhamed.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Alice Wegmann usa visual de blogueira muçulmana em Órfãos da Terra

O ator ainda falou sobre a intolerância, um tema bastante atual e frequentemente debatido. “Vivemos tempos de intolerância, preconceito, machismo e muitos ataques à liberdade individual. Acho que é preciso através do amor, e do afeto se construir um mundo melhor. Eu acho que a novela tem esse cenário. Ela traz esse frescor do amor universal, e é o único caminho”, afirmou.

Mouhamed Harfouch fala sobre sua origem

Mouhamed tem o pai sírio, que veio para o Brasil aos 17 anos, fugindo da situação caótica de seu país. Também para não servir o exército de lá e principalmente para mandar dinheiro para a família. “É uma coragem tocar nesse assunto muito importante. Me sinto honrado como árabe de poder dar vida a um personagem que embora não seja um sírio, é muito oportuno falar sobre isso. Acho que meu pai está muito feliz. Não conto nada para ele, para ele ser surpreendido pela novela.”, revelou.

Leia também: Órfãos da Terra: Conheça o Instituto Boas Vindas, local para refugiados na trama

Ele falou sobre o público que já viu fazer outros personagens árabes e vai mais uma vez se sentir gratificado por ser retratado na história. Mouhamed ainda falou sobre seu personagem na novela Cordel Encantado que está sendo reprisada, onde interpretou um personagem turco, mas que dessa vez ele não terá sotaque por ser um brasileiro filho de sírio. “O Ali é assim, e é um presente poder retornar com a Thelma Guedes e Duca, poder dar voz ao texto delas. Sou apaixonado pela capacidade delas traduzirem em diálogos os sentimentos. Elas são muito humanas.”, concluiu.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais