Morre o ator Paulo Pompeia, eternizado na propaganda dos cigarrinhos de chocolate

O artista também fez novelas e apresentou o Telecurso 2000

Publicado em 1/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Morreu nesta quarta (30), aos 72 anos, o ator Paulo Pompeia. A informação foi divulgada pelo Sated-SP (Sindicato dos Artistas e Técnicos de São Paulo), grupo em que o artista atuava como diretor executivo.

O perfil oficial do sindicato no Instagram anunciou a perda, mas sem revelar a causa da morte. “Mais uma notícia muito triste, o nosso amigo, ex-diretor do Sated-SP, ator, diretor Paulo Pompeia faleceu no dia de hoje. Agradecemos a toda a sua contribuição as artes. A ele nosso carinho, respeito e admiração”, postou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Paulo ficou eternizado como o garoto da propaganda dos cigarrinhos de chocolate da empresa Pan, no final da década de 1950. Na época, ele trabalhava em um circo e foi o escolhido para protagonizar a campanha.

Como o vício do cigarro era comum nesse tempo, a publicidade fez sucesso e não foi criticada por usar uma criança como destaque. Nos anos 1990, porém, a empresa reformulou totalmente o produto e mudou sua embalagem.

Quando adulto, Paulo seguiu na carreira de ator e participou de novelas como Perigosas Peruas, O Mapa da Mina e a temporada de 1999 de Malhação. Além disso, comandou o famoso Telecurso 2000.

Curiosamente, o ator revelou em uma entrevista à revista Veja que nunca fumou e tampouco era consumidor dos famosos cigarrinhos de chocolate da Pan. Relembre a propaganda:

Paulo Pompeia na propaganda dos cigarrinhos de chocolate (Reprodução)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio