Morre Moraes Moreira: relembre alguns sucessos do artista em trilhas de novelas

Cantor e compositor baiano compôs e interpretou o tema de 'Roque Santeiro', em 1985

Publicado há 9 meses
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O cantor e compositor Moraes Moreira morreu na manhã desta segunda-feira (13), no Rio de Janeiro, aos 72 anos. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Junto de Pepeu Gomes, Baby do Brasil, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão, Moraes Moreira integrou o conjunto Novos Baianos nos anos 1970. O principal álbum do grupo, “Acabou Chorare”, foi considerado pela revista Rolling Stone o mais importante álbum brasileiro de todos os tempos, em 2007.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Observatório da TV homenageia Moraes Moreira relembrando alguns de seus sucessos que estiveram em trilhas sonoras de novelas. O cantor lançou mais de 60 discos no decorrer da carreira.

Em Gabriela (1975), Moraes Moreira esteve presente com “Guitarra Baiana”, que pontuava cenas dos habitantes de Ilhéus nos anos 1920. A mesma música foi usada no remake de 2012, desta vez como tema do mulherengo Tonico Bastos (Marcelo Serrado). Ainda em 1975 a novela Bravo! teve “Sempre Cantando” como tema de Malaquias (Grande Otelo).

No final de 1975, a primeira versão de Pecado Capital apresentava em algumas de suas cenas uma versão de Moraes para “Se Você Pensa”, de Roberto Carlos. A música era usada como tema de Vilminha (Débora Duarte).

Em 1979, o vigarista Gustavo (Cláudio Cavalcanti) teve como seu tema “Espírito Esportivo” na novela Pai Herói. Um pouco antes, em 1977/78, “Pombo Correio” foi tema de Patrício (Tião D’Ávila) em Sem Lenço, Sem Documento. A mesma música chegou a servir de introdução ao vespertino Jornal Hoje, também nos anos 1970.

Em As Três Marias (1980/81), tocou “Meninas do Brasil”, que em sua letra tratava das personagens principais, Maria José (Glória Pires), Maria Augusta (Nádia Lippi) e Maria da Glória (Maitê Proença), e servia como tema geral. Outro tema geral foi “A Lua e o Mar”, usada em Tieta (1989/90) para o cotidiano de Santana do Agreste. A trambiqueira Dona Sinhá (Elza Gomes) era embalada em Final Feliz (1982/83) com “Coisa Acesa”.

O tema de abertura de Roque Santeiro (1985/86) ficou marcado na voz de Moraes Moreira, que também compôs “Santa Fé” em parceria com Fausto Nilo. Os versos da música resumiam o enredo da novela, que tratava de uma cidade cuja vida girava em torno de um santo que, na verdade, estava bem vivo, Roque Santeiro (José Wilker).

No final de 1986 entrou no ar outra novela com Moraes Moreira na trilha: Hipertensão. Nela, “Sintonia” era a música, que embalava as cenas com Túlio (César Filho), um radialista.

Nos anos 1990, Renascer (1993), com “Lavrador”, e Irmãos Coragem (1995), com “Meu Namoro”, foram algumas das novelas embaladas pelo artista.

A trilha sonora de novela que contou mais recentemente com Moraes Moreira foi a de Segundo Sol (2018). “Chame Gente” foi a música escolhida para a história protagonizada por Beto Falcão (Emílio Dantas), um cantor baiano de axé.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio