Morando em Portugal, Leonardo Vieira diz não sentir saudades de Os Mutantes e outros trabalhos: “Foi bom, mas passou!”

Ator revelou não ter apego com o passado e garantiu sentir falta de fazer novelas contemporâneas

Publicado há 6 meses
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No ar como o Marcelo Montenegro na reprise Os Mutantes, da Record TV, o ator Leonardo Vieira, hoje com 51 anos e vivendo em Portugal, contou em um bate papo com o autor da trilogia, Tiago Santiago, sobre a falta de fazer uma nova contemporânea, fora do nicho bíblico da Record TV, do qual participou de algumas como José do Egito (2013) e Os Dez Mandamentos (2016).

Questionado pelo amigo de longa data se sente saudades dos tempos de Prova de Amor (2005) e Os Mutantes (2008-2009), Leonardo foi enfático. “Não tenho saudades de nada. O que passou, passou! Foi bom, aproveitei intensamente o momento, mas esse negócio de ter saudades não está com nada. Deixa a gente infeliz.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Saudades eu tenho de amigos, de família, de parentes que já se foram. Mas de momentos e situações de trabalho não. O que eu tenho é a lembrança e as boas recordações. Mas ‘saudades’ fica parecendo uma coisa meio que eu queria voltar para àquilo“, explicou o artista.

Maria e Marcelo em Caminhos do Coração (Reprodução: PlayPlus)

Sobre a possibilidade de uma 4ª temporada da novela Os Mutantes o ator brincou dizendo que voltaria a interpretar o herói somente se ele tivesse superpoderes. Mas quando o assunto é voltar para a TV, ele diz que sente falta de trabalhar em produções diferentes, contemporâneas e usa a Record TV como exemplo.

A Record resolveu fazer só bíblicas. Agora ela está produzindo umas novelas contemporâneas. Ela fez Topíssima e uma outra ai. Até que eles saíram dessa coisa bíblica, que é um nicho que eles escolheram, que eles optaram, e tem a ver com a filosofia deles.

Mas a gente como ator a gente sente falta de fazer novela normal, cotidiana, atual , contemporânea, ou mesmo de época, mas com temas variados“, concluiu ele.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais