Mônica Martelli se declara feminista e diz “Não queremos ser como os homens, queremos os mesmos direitos”

Publicado há 4 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Programa com Bial que vai ao ar este domingo, 23, às 23 horas no canal GNT traz como convidadas as atrizes Ingrid Guimarães e Mônica Martelli. As duas amigas que se conhecem há 20 anos falaram sobre a vida, e as pressões constantes que a mulher sofre na sociedade.

Mônica Martelli, de 48 anos se afirmou feminista desde a forma como a mãe a criou: “Criei um personagem que deseja muito se casar e encontrar um amor de verdade. Acho que é por isso que falo tão abertamente, sem medo e sem vergonha, porque não fui criada para casar. Minha mãe sempre dizia: nunca dependa de homem, seja independente. Com isso aprendi que a única possibilidade de liberdade na vida é a independência financeira. Uso isso como um mantra”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Acho que o feminismo já caminhou muito, não precisa mais ser radical. Não queremos ser como os homens, queremos os mesmos direitos” diz a atriz que acredita que ainda falta muito a alcançar mesmo a mulher já tendo garantido alguns direitos.

Na conversa descontraída e franca, tanto Mônica como Ingrid citaram Dercy Gonçalves como uma mulher que falava palavrões e se colocava de uma forma “masculina” para lutar contra o machismo. Mônica Martelli, que iniciou sua carreira na TV no humorístico Chico Total, contou ainda que tentava levar personagens para a direção do Zorra Total, quando fazia parte do programa em seu início mas era vista apenas como “a gostosa”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio