Ministério Público arquiva denúncia que acusava A Força do Querer e Globo de apologia ao tráfico

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Ministério Público Federal (MPF), através da Procuradoria da República no Ceará, arquivou no dia 2 de março por unanimidade, em Sessão Ordinária, uma denúncia contra a Globo, a autora Gloria Perez e a novela A Força do Querer.

A denúncia foi feita por um cidadão da cidade de Maracanaú, cidade da região metropolitana de Fortaleza, capital do Ceará. A acusação pedia investigação e punição pela emissora pelo conteúdo apresentado no folhetim das 21 horas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Paolla Oliveira revela que ainda é abordada nas ruas como Jeiza

O homem argumentava que cenas de rotina de traficantes eram mostradas e que A Força do Querer dava a entender que o crime organizado seria uma boa opção para aqueles que escolhessem seguir esta vida.

O relator do caso, o juiz Duciran Van Marsen Farena, analisou as imagens e constatou que nenhum capítulo de A Força do Querer fazia apologia a qualquer tipo de crime ou ao tráfico de entorpecentes.

Com a falta de irregularidades e a inexistência de medidas a serem adotadas pelo Ministério Público Federal, ele recomentou o arquivamento da denúncia feita pelo cearense.

Em sessão realizada no dia 2 de março, todos os procuradores presentes na sessão votaram, por unanimidade, pelo arquivamento da denúncia. Tal arquivamento não cabe recurso.

A Força do Querer foi finalizada no mês de outubro do ano passado, e teve média de 35 pontos de audiência na Grande São Paulo, sendo o maior fenômeno da TV brasileira desde Avenida Brasil até aquele momento.

Atualmente, o folhetim de Gloria Perez é exibido no Equador, onde tem números satisfatórios de audiência. Além disso, a novela terminou de ser exibida em Portugal, também com muito sucesso.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio