Miguel Coelho expõe dificuldade em gravar luta de Jacó com Deus em Gênesis: “Fiz a cena com febre”

Ator sentiu reação da vacina contra a covid-19

Publicado em 25/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A famosa cena da luta de Jacó com Deus agitou os últimos capítulos de Gênesis. Muitas pessoas ficaram emocionadas com a troca entre Miguel Coelho e Dudu Azevedo.

A sequência marca a mudança de nome do filho de Isaque (Henrique Pagnoncelli), que passa a ser chamado de Israel. Depois, ele é abençoado pelo Criador e recompensado por Ele.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A importância da cena foi primordial para a fase Jacó, mas o intérprete do personagem revela que não estava cem por cento. Miguel revelou que as gravações foram realizadas após ele tomar a vacina contra a covid-19, por isso sentiu fortes reações.

“Eu tomei a vacina um dia antes. Me deu reação, não dormi à noite. Tive febre. Fiz a cena com febre. A Record deu todo o apoio, me davam água, perguntavam se queria ir embora… [Eu falava] ‘Não, quero gravar’. Foi uma cena difícil fisicamente, era uma luta, né…”, contou em um papo no canal de Michelle Batista, a Lia.

Já no ensaio ele teve um problema. “Me botam pra fazer a luta com o Dudu Azevedo, que é um cara fraco, leve…”, brincou. “No ensaio eu tirei o ombro do lugar… Foi uma cena muito difícil de fazer…”, destacou.

No capítulo de terça (24), Miguel se despediu de Gênesis. Agora, Jacó/Israel será vivido por Petrônio Gontijo, mudança que marca o início da última fase da trama bíblica, José do Egito.

Assista à luta de Jacó com Deus:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio