“Meu pai queria que eu fosse pedreiro, mas é muito pesado”, revela Ratinho

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na madrugada desta quarta-feira (19), foi ao ar a edição do Programa do Porchat que contou com a participação de Ratinho, que voltou atrás e decidiu participar do formato após ter declarado que não ia por causa das recusas que Porchat fez ao ser convidado para ir ao seu programa.

Leia: Sombra, do Programa do Ratinho, fala sobre o surgimento do personagem e critica a Record

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante a atração, o comunicador disse que teve um grande avanço na carreira ao conseguir ser contratado pela Record, o que lhe deu alcance nacional e depois fez com que fosse para o SBT, e revelou uma profissão que seu pai gostaria que ele tivesse.

Saiba mais: Ratinho se emociona com homenagem especial pelos 20 anos de SBT

“Meu pai queria que eu fosse pedreiro, mas é muito pesado. Eu sempre gostei de ser vendedor”, afirmou o artista, que ainda falou sobre os boatos de que ele seria rival de Gugu. “Tem gente que pensa que o Gugu e eu somos adversários. Eu adoro o Gugu, meu grande amigo, me incentivou”, garantiu Ratinho.

“Corro dele o máximo que posso”, afirma Ratinho sobre Silvio Santos

Na madrugada do último dia 10, foi ao ar no SBT a edição do Poder em Foco que contou com a participação de Carlos Massa, conhecido como Ratinho. Durante o formato, o comunicador falou sobre a sua relação com Silvio Santos.

“Corro dele o máximo que posso. Tenho medo dele me mandar embora. Onde eu vou trabalhar? Record vai me querer? Globo vai me querer? Band? Rede TV!? O Marcelo pega todos os horários pra ele e a mulher dele”, ironizou o famoso.

O artista garantiu querer trabalhar até o fim da vida. “Quero sair daqui em uma cadeira de rodas carregado para o cemitério. Quero morrer na televisão. Televisão pra mim não é trabalho, é um parque de diversões. Se eu pudesse morar no trabalho eu faria uma casa e moraria aqui dentro”, declarou o apresentador.

Carlos ainda analisou as mudanças que aconteceram na atração que comanda. “Nós acompanhamos não a mudança da sociedade, mas da comunicação. No primeiro momento eu fazia um programa de sensacionalismo, mas fazia humor também. Agora, vendo que a internet estava dominando o sensacionalismo, resolvi ir para o entretenimento”, concluiu Ratinho.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio