Mestre do Sabor resgata um chef eliminado numa inédita repescagem

Candidatos devem preparar um prato feito em nova prova

Publicado há 3 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta quinta-feira (02), o Mestre do Sabor promove uma fase inédita: a repescagem. Segundo a direção da atração, a nova etapa surge para atender a um pedido do público, que clamava por uma nova oportunidade aos eliminados. Assim, os cinco chefs não classificados no último programa ganham uma nova oportunidade.

Álvaro Gasparetto, Bruno Hoffmann, Gi Nacarato, Moacir Santana e Francisco Pinheiro se enfrentarão em duas etapas. Na primeira, serão escolhidos os três melhores pratos, que deverão ser inspirados na simplicidade de um tradicional prato-feito, o famoso PF.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Finalmente, o público verá chefs experientes e conhecedores de um vasto acervo de técnicas transformando o arroz com feijão em um prato criativo e ainda mais saboroso do que já é. Na segunda etapa, o chef que tiver seu prato escolhido como o melhor retornará à competição.

Nas entrevistas abaixo, os chefs participantes da repescagem falam sobre o sentimento de estar nesta etapa e sobre como está sendo a repercussão em suas vidas desde que o programa começou.

Francisco Pinheiro

Qual sentimento de estar na “Repescagem”?

Enxergo cada etapa como uma oportunidade. Penso que é mais uma chance de mostrar minha relação com a cozinha. Confio que as coisas acontecem como Deus quer que elas aconteçam.

Como você sente a repercussão de estar no Mestre do Sabor?

O primeiro impacto que senti foi em relação ao profissional. As pessoas que me conhecem sempre tiveram muito respeito pelo meu trabalho, mas isso cresceu e alcançou as pessoas que não me conhecem pessoalmente. Eu nem imaginava que a TV fosse capaz de transmitir essas coisas, mas elas falam sobre a minha paixão, o respeito em relação aos outros competidores, a minha postura. Tenho um retorno muito positivo.

O que está fazendo neste momento?

Continuo o trabalho como consultor, produzindo cardápios para vender. Além disso, tenho feito pães de fermentação natural para vender. Eu mesmo faço e entrego, e é um trabalho que tem crescido muito neste período. É algo que me completa porque é como se eu estivesse cozinhando para mim mesmo. Ocupa a cabeça, me traz muito prazer e agrada os clientes.

Gi Nacarato

Qual sentimento de estar na “Repescagem”?

Vejo a repescagem como uma oportunidade. Passando ou não, quando soube na fase “Duelos” que eu estaria nesta etapa, já encarei desde o início como uma oportunidade de mostrar mais uma vez meu trabalho. Minha estratégia desde o início do programa é mostrar técnicas, habilidades que eu tenho com diversos produtos. Encaro essa etapa, portanto, com muita positividade.

Como tem sido a repercussão do reality na sua vida desde a estreia?

Tenho recebido muito carinho e isso foi uma surpresa muito boa. Não só de pessoas de Pernambuco, mas de todos os lugares do país. Como estou em isolamento, vejo mais a repercussão digital, mas às vezes desço no prédio para pegar algum delivery e as pessoas param para falar comigo por causa do reality.

O que está fazendo neste momento?

Meu trabalho sempre foi presencial, então estou me reinventando nesse formato mais digital. Estou me organizando para lançar uns cursos e dinâmicas online em julho. As pessoas têm pedido muito cursos, oficinas e como eu sempre fui offline, estou me redescobrindo. A pandemia me pegou de surpresa e eu aproveitei esse tempo para entender esse universo.

Álvaro Gasparetto

Qual sentimento de estar na “Repescagem”?

Poderia ser pior, poderia ser uma eliminação como foram as provas anteriores aos duelos. Mas no duelo não foi uma eliminação, não fomos classificados e ganhamos uma nova chance, da repescagem. Minha estratégia é dar o meu melhor, sempre.

Como tem sido a repercussão do reality na sua vida desde a estreia?

O telefone não para desde que o primeiro episódio foi ao ar. No aspecto profissional, foi brilhante, principalmente nos círculos onde já me conheciam. Estar no programa, com todos aqueles chefs experientes, acaba tornando você uma referência, você está sendo visto. Então, a procura pelo meu trabalho aumentou bastante.

O que está fazendo neste momento?

Trabalho como consultor e agora estou mudando o rumo do meu trabalho. Meu filho, Joaquim, de 1 anos e 3 meses, tem algumas alergias alimentares. Ao longo dessa descoberta, tive que deixar de trabalhar com alguns alimentos porque o simples fato de manuseá-los interferia na saúde dele. Com isso, mudei radicalmente minha atuação para atender este nicho de pessoas que têm alergias ou restrições alimentares.

Bruno Hoffman

Qual sentimento de estar na “Repescagem”?

Foi um sentimento dúbio, pois fiquei realmente feliz pela minha concorrente no duelo, mas decepcionado por não ter sido classificado. No fim, considerei positivo, pois a repescagem é uma oportunidade de continuar na competição.

Como tem sido a repercussão do reality na sua vida desde a estreia?

Tenho tido um retorno muito grande pelas redes sociais. As pessoas mandam mensagem, me marcam em posts, dizem que estão torcendo por mim. Fico muito feliz porque até agora todos os comentários, tudo que chegou a mim foi muito positivo. Fico feliz de saber que as pessoas se reinventam com meu estilo, que se inspiram nele.

O que está fazendo neste momento?

Estou entregando pequenos caterings e em alguns momentos faço pacotes, como fiz no dia dos namorados e agora estou organizando as entregas para o dia dos pais. Sigo me movimentando como consigo dentro das possibilidades. O importante é não parar.

Moacir Santana

Qual sentimento de estar na “Repescagem”?

O primeiro sentimento foi de ter mais uma chance, de estar no programa ainda. E o segundo foi de dar todo o meu potencial para ganhar a prova e continuar no reality.

Como tem sido a repercussão do reality na sua vida desde a estreia?

O retorno do público é maravilhoso. É uma coisa de louco. Eu nunca tive uma repercussão em relação ao meu trabalho como estou tendo agora. Acho que de uma forma ou de outra, as pessoas se identificam com alguns dos participantes. Esse reconhecimento do público não tem preço.

O que está fazendo neste momento?

Eu estou cozinhando mais em casa e publicando para as pessoas verem, que era algo que eu não fazia nunca porque não tinha tempo. Por estar em casa, estou usando meu tempo para isso. No restaurante, estamos trabalhando com delivery, com um cardápio adaptado. No Youtube estou me empenhando neste projeto para fazer receitas com uma pegada bem brasileira para o público poder fazer em casa.

Mestre do Sabor é um formato original Globo, com direção artística de LP Simonetti e direção geral de Aida Silva. A segunda temporada do reality gastronômico é exibida semanalmente, às quintas-feiras, após Fina Estampa. O programa também é exibido no GNT, sempre às sextas-feiras, às 22h.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais