Mestre do Sabor elimina Carol Albuquerque e Janete Borges

Publicado há 9 meses
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os cozinheiros de Mestre do Sabor tiveram que enfrentar a última fase do programa, Na pressão, antes de chegar à grande Semifinal. Djalma Victor e Dudu Poerner conquistaram o mestre José Avillez e passaram para a próxima fase; Amanda Grezzana e Lira Müller tornaram-se as semifinalistas representantes de Kátia Barbosa; e Gabriel Coelho e Lui Veronese foram classificados para a Semifinal pelo mestre Leo Paixão.

Ao final das duas rodadas de provas, sem conseguir nenhuma das vagas, as chefs Carol Albuquerque e Janete Borges acabaram eliminadas. Confira, a seguir, como foi a trajetória das participantes que deixaram o programa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O que significou participar do Mestre do Sabor?

Carol Albuquerque: Para mim, ter participado do Mestre do Sabor significou me abrir para esta experiência nova, que era totalmente desconhecida. Um passo no escuro em muitos aspectos, mas que eu me permiti viver, experimentar, me jogar de cabeça… E foi maravilhoso. Conheci pessoas incríveis, participei de um projeto conjunto onde todos estavam de coração aberto e dispostos a darem o seu melhor.

Isso era visível tanto da parte da equipe do programa quanto dos mestres, Claude Troisgros, Batista e todos os participantes. Com certeza, isso foi o mais especial. Em segundo lugar, ter vencido o medo da exposição e ter percebido que, sim, eu fui capaz de fazer e fiz o melhor que eu pude. Queria ter ficado mais, mas faz parte, valeu muito a experiência.

Janete Borges: Eu realmente nunca imaginei participar de um reality de gastronomia, mas participar do Mestre do Sabor, para mim, foi uma superação. Uma experiência única de muito aprendizado.

Convivência

Como foi o dia a dia com os outros
participantes e com os mestres? 

Carol: Foi muito bom! O time da Kátia Barbosa era puro coração. Lili, Marcelo, Felipe, Fernando, Seicheles, Amanda, Lira, todos! Essa energia do nosso time era muito forte e isso foi o mais legal, a nossa união. A Kátia é uma mãezona. Com personalidade forte, com um astral lá em cima e sempre atenta a nós.

Da minha parte, agradeço muito a confiança dela, o incentivo e o apoio. Me senti acolhida e o fato de ela me deixar fazer foi importante para deixar fluir o que vinha de dentro de mim. Penso que a cozinha é isso: essa troca e confiança para fazer a coisa acontecer da melhor maneira.

Carol Albuquerque, de Mestre do Sabor (Divulgação/Globo)

Janete: Criamos um laço de amizade muito forte, não só entre os integrantes do nosso time, mas entre todos mesmo. Nos separávamos apenas quando subíamos no palco. Entre nós, do grupo, criamos uma afinidade de trabalho muito rápido.

O José Avillez foi fora de série, mais que um chefe, ele foi líder, calmo e objetivo com umas sacadas dignas de mestre, o que nos deixou muito à vontade para cozinhar com o coração. Com pressão também, mas com a segurança de que a qualquer momento ele apareceria com uma dica fundamental.

Ensinamentos

Qual foi o maior aprendizado de vocês
no reality?

Carol: Que um reality de
cozinha é reação, é pensar rápido, é estar 100% atento e disponível para tentar
encontrar a melhor solução, é não deixar a peteca cair emocionalmente… E
cozinhar aquilo que nos representa, que faz sentido para a gente.

Janete: Foram tantas
coisas, tantas emoções… Penso que todo mundo cresceu muito nesse período. Não
sei dizer ao certo qual foi o maior de todos, se a importância de escutar
quando estamos em equipe, se a necessidade de manter a calma em momentos de
pressão, se a maravilha que é a troca de experiências para evoluir ou
entender que você pode ser melhor do que imagina e não tem problema nenhum
nisso.

O que vocês levam da experiência no Mestre do Sabor?

Carol: Levo as
relações. Essa experiência intensa, a entrega de todo mundo, o carinho que
temos um pelo outro. Levo o sentimento de gratidão por ter sido escolhida
e por ter feito parte de tudo isso. Levo o sentimento de que eu posso, de
que eu não preciso levar as coisas tão a sério, que se expor não é tão grave
assim. Só a gente sabe realmente o valor que as nossas escolhas têm. Levo o
sentimento de que preciso seguir em frente e continuar buscando os meus sonhos.

Janete: O ensinamento de que cozinhar com o coração e com verdade é a melhor receita.

Futuro

E agora, quais são os planos? 

Carol: Vamos ver, com
tranquilidade, o que a vida vai me mostrar.

Janete: Quero continuar
a trabalhar com desenvolvimento de produtos. Gosto muito e quero fazer um canal
com receitas do dia a dia, mas que também mostre mais produtos de Santa
Catarina, que é um estado tão rico e pouco conhecido pelo Brasil. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais