Marieta Severo desabafa sobre racismo, um dos temas de O Outro Lado do Paraíso: “Dói saber que meu neto, leva tapa de segurança só por ser negro”

Publicado há 3 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Marieta Severo, que interpreta a vilã Sophia na novela O Outro Lado do Paraíso, contou em entrevista ao jornal O Globo que sofre com as falas preconceituosas de sua personagem, sobretudo em relação a Estela, personagem interpretada pela atriz Juliana Caldas, que é anã.

Leia também: No Altas Horas, Tiago Iorc surpreende Laura Muller com pergunta sobre desejo sexual

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Acho uma maravilha Walcyr estar tocando em feridas tão expostas, mas que muita gente finge não ver. Temos que ser inclementes com o racismo, não dá para relativizar! A violência contra a mulher é outra temática importantíssima em evidência na novela. A agressão não necessariamente é física, pode ser psicológica. E está em toda parte.”

Marieta falou que o preconceito racial é um problema tratado pelo autor na trama que a toca de forma íntima, pois viveu isso dentro da própria família: “Quando minha filha (Helena) se casou com aquele cara incrível que é o Brown (Carlinhos Brown), eu me assustei com os olhares tortos de gente muito próxima. Hoje, dói saber que Chiquinho (Chico Brown), meu neto, leva tapa de segurança, passa por situações constrangedoras só por ser negro.”

Apaixonada por cabelos crespos, a atriz que viveu a matriarca da série A Grande Família, por 14 anos revelou que a personagem ganhou cachos por este motivo: “Eu adoro! Dona Nenê ganhou cachinhos por isso. Lá na década de 70, quando o black power estava em alta, minhas amigas faziam permanente e ficavam com aqueles cabelões. O meu não pegava, e eu ficava frustrada.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais