Mariana Godoy critica ações do governo na pandemia: “Cientistas fizeram alertas e se confirmaram”

Jornalista foi infectada no ano passado e ainda sofre com as sequelas

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na bancada do Fala Brasil, Mariana Godoy está satisfeita com seu reencontro com o jornalismo diário. Após sua saída da Globo em 2014, ela teve seu primeiro talk-show na RedeTV!, onde ficou até o ano passado.

Em junho de 2020, iniciou em um programa de variedades da Band que durou pouco tempo. Agora, na Record TV, o período de mudanças parece ter chegado ao fim.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Não me senti nem um pouco frustrada! Foi um ano intenso e de transição. Eu sabia o que queria e fui na direção que escolhi. A pandemia mudou ou inviabilizou o formato dos programas que eu queria fazer. Não dá pra insistir em algo assim nesse momento”, disse, em entrevista ao jornalista Daniel Palomares, do portal Splash.

Sobre a covid-19, a jornalista contou que ela e o marido, o jornalista Dacides Biscalquin, se infectaram em 2020. “Não tomamos remédios e não precisamos de internação. Mesmo assim, a sensação é péssima. Muita dor no corpo e dor de cabeça. Fiquei sem olfato e paladar por 2 meses. Senti também muita falta de memória e uma diminuição da capacidade de raciocínio. Tive crises de ansiedade e de pânico”, relembra.

A jornalista também critica a atuação do governo diante do enfrentamento da pandemia. “Ninguém pode dizer que não sabia o risco que corríamos. Os principais cientistas fizeram todos os alertas e as projeções se confirmaram. Três ministros da Saúde diferentes em um ano de pandemia, campanha por remédios que não funcionam e declarações públicas contra uma vacina…Onde já se viu?“, lamenta.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio