Marcelo Zulu não gostaria de ter Paula como líder no No Limite: “Querendo achar chifre em cabeça de porco”

Lutador e atual comandante da Tribo diz que eles não precisam de mais ninguém para manter a ordem

Publicado em 8/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Será que Marcelo Zulu está se sentindo ameaçado no No Limite? No programa exibido na segunda-feira (7), ele se irritou com a sugestão do companheiro da Tribo Carcará, Viegas: deixar Paula Amorim como líder definitiva do grupo, já que ela se mostrou forte e bastante focada nas tarefas.

Após perderem mais um Prova de Privilégios, Viegas sugere: “Na hora das provas, eu acho que você poderia ser um capitão ali. Eu acho que você tem uma visão de jogo. Não quer dizer que vá definir as coisas sozinho, mas acho que em algum momento a gente precisa desse lance de o plano é esse. Como eu já notei que nas provas, a Paulinha tem essa facilidade de se ater as regras e colocar as coisas”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas o atual líder, Marcelo Zulu não concorda: “Eu não vejo necessidade. De repente, isso desconcentra. Não tem que ficar procurando se faltou uma reuniãozinha. Nós executamos a tarefa pior que eles. Não acho necessário fazer uma busca por erros ou reformulação. Tá querendo achar chifre em cabeça de porco“, comenta sobre os erros que eles têm cometido.

Paula então pede que Zulu não grite tanto, pois esse é um método que já não funciona mais e então, mais tarde comenta com Viegas e Elana: “A gente precisa um do outro. Eu posso falar e tudo bem. Quem quiser prestar atenção, presta”. Viegas se questiona: “Então, qual é o problema?” e ela responde: “Eu sei qual é o problema”.

A cobertura completa de No Limite você confere no Observatório da TV e em nosso canal no Youtube

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio