Marcelo Rezende descarta ida para o SBT e reclama de salário na Record: “Ruim”

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

 

Convidado do programa Pânico, da rádio Jovem Pan desta quarta-feira (14), o jornalista e apresentador Marcelo Rezende falou sobre o atual momento da política brasileira, fez duras críticas ao STF (Superior Tribunal Federal) e desmentiu boatos de que deixaria sua atual emissora para ir para o SBT.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Marcelo Rezende reclamou do salário que a Record lhe paga, mas demonstrou estar satisfeito com a liberdade conquistada ao comandar seu programa na emissora. “Tirando o salário que é ruim, eu desfruto de uma liberdade e falo o que eu quero. Se eu resolver dar uma cambalhota está tudo certo, se eu quiser falar de política, eu dou meu jeito e isso tem um preço que as pessoas não se dão conta: a saúde mental”, desabafa.

Segundo o apresentador do “Cidade Alerta”, o programa contribui muito para a solução de crimes na cidade. “São cerca de dois ou três por semana”.

Rezende criticou o governo e também o juiz Sergio Moro ao ordenar uma medida coercitiva contra Lula. “Quando você acusa insistentemente uma pessoa de algo, você tem que dar o direito dessa pessoa ser julgada. Fizeram uma ‘mise em scène’ em cima dele, mas tem que provar.

Para ele, a crise política só será solucionada quando todos os deputados federais com processos judiciais forem julgados.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio