Marcelo Crivella detona a Globo ao vivo no SBT: “Tem toda uma agenda que contraria os princípios cristãos”

Publicado há 3 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, participou, nesta segunda-feira (9), do jornal SBT Rio e detonou a Globo. O mandatário recebeu uma equipe de reportagem no seu gabinete para responder a uma reportagem do canal. Para ele, a emissora do Jardim Botânico é inimiga dos evangélicos e tem uma agenda contra os princípios cristãos.

“Existe, sim, por parte da Globo, que infiltrou um jornalista e que inventou que era uma reunião secreta. Não era uma reunião secreta, com 170 pessoas e anunciada no WhatsApp, não tem nada de secreto nisso. Mas existe, sim, uma, vamos dizer assim, controvérsia. Todo mundo sabe, eu digo e declaro isso, aqui, que a Globo é inimiga jurada dos evangélicos. A Globo é contra a família, a Globo é a favor do aborto, ela tem toda uma agenda que contraria os princípios cristãos, católicos e evangélicos”, afirmou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Tradução simultânea em entrevista da Copa do Mundo falha e Globo vira piada na web

Em outro momento da entrevista, Crivella insistiu em pontuar que a Globo mentiu sobre ele: “(…) Ela lança lá um repórter lá que começa a inventar mentiras. (…) É tudo mentira, mais uma vez a Rede Globo de Televisão perde a credibilidade com informações que são absolutamente falsas”.

Mais tarde, na conversa, ele chegou a fazer acusações mais sérias contra emissora carioca: “Inimiga jurada dos evangélicos. Inimiga jurada de todo o povo evangélico. Faz campanha contra os evangélicos na política, os evangélicos no palácio, os evangélicos onde for. Porque defende o aborto, porque é contra a família, porque prega incesto, porque prega todo tipo de coisa que está contra católicos e evangélicos. É por isso que a Globo faz campanha contra o prefeito, como de modo geral faz contra todos os evangélicos”.

Entenda o caso

Na sexta-feira (6), o Jornal Nacional, da Globo, exibiu uma reportagem com áudios supostamente comprometedores de Crivella. O prefeito fala sobre como conseguir mais facilmente que a prefeitura resolva problemas. “Às vezes, o pastor está na porta da igreja e diz assim: ‘quando o povo atravessa, pode ser atropelado’. Vamos botar um sinal de trânsito. Vamos botar um quebra-molas. Ou então, o pastor diz assim: ‘o ponto de ônibus é lá longe, o povo desce e vem tomando chuva até a porta da igreja’. Então, vamos trazer o ponto para lá”, mostrou a emissora em um áudio atribuído ao prefeito.

A reportagem, então, se passou por cidadão comum para verificar o procedimento para solicitar serviços, como uma lombada, por exemplo. “Tem que ter também um abaixo-assinado original, com as destinações devidamente especificadas em cada laudo, de pelo menos dois terços das unidades residenciais da via pretendida para a implantação, tá?”, afirmou a Central da Prefeitura, por telefone.

À reportagem da Globo, a prefeitura do Rio de Janeiro emitiu um comunicado sobre o encontro. “A Prefeitura do Rio declarou que o objetivo da reunião foi prestar contas e divulgar serviços importantes, como o mutirão de cirurgias de catarata. Que, pela Constituição, templos de todas as religiões estão isentos do pagamento de IPTU. E que desde o início da gestão, o prefeito Marcelo Crivella recebeu os mais diversos representantes da sociedade civil para tratar dos mais variados assuntos, tanto no gabinete quanto no Palácio da Cidade”, diz a nota.

Assista à entrevista completa ao SBT Rio

O Observatório da Televisão procurou a Globo para que ela se posicione sobre as acusações de Marcelo Crivella, no SBT. Em nota, enviada à redação, o deparamento de comunicação da emissora explicou que a rede é isenta, apartidária, laica e independente. Confira o comunicado na íntegra.

O jornalismo da Globo segue os princípios editoriais do Grupo Globo, que tem a isenção como um de seus pilares. O grupo Globo é apartidário, laico e independente de governos e grupos econômicos, e seus veículos trabalham para assim serem percebidos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio