Mãe da modelo Eliza Samúdio faz crítica à imprensa na TV

Para ela, jornalistas "bateram" muito em sua filha

Publicado há 5 dias
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A mãe da modelo Eliza Samúdio, Sônia Fátima Moura, que foi assassinada em 2010, e teve seu caso amplamente coberto pela imprensa por envolver o goleiro Bruno, que na época jogava pelo Flamengo, criticou à imprensa. Em uma entrevista exibida no Esporte Espetacular, ela falou sobre como a filha foi retratada pelos jornalistas.

Se ela era garota de programa ou o que ela fez com a vida e com o corpo dela, diz respeito a ela, a mais ninguém. Ela não matou ninguém, ela não atentou contra a vida de ninguém. É isso que a sociedade não consegue ver”, afirmou Sônia, ao programa esportivo da Globo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

E continuou: “‘Ah, é maria-chuteira, não seo o que’. E ese ela fosse? O que me incomoda uito são os comentários das pessoas a respeito dela. Da população em geral. Os jornalistas hoje estão mais ‘light’, vamos dizer assim. Porque, antigamente, eles bateram muito em cima da Eliza“, declarou.

Vale lembrar que o goleiro Bruno foi condenado a 17,6 anos de prisão. Hoje, após cumprir metade da pena, está no regime semiaberto. O Esporte Espetacular exibiu uma reportagem especial sobre os casos famosos de jogadores de futebol que foram parar nas páginas policiais por agressão à mulher.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio