Luciano Huck se despede do Caldeirão, se emociona e elogia Marcos Mion: “Gosto muito dele”

"Eu me despeço desse palco, dessa logo, dessa história e no próximo domingo começa uma história nova"

Publicado em 28/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Luciano Huck resolveu fazer um despedida bastante simples e emocionante em seu último dia apresentando o Caldeirão. Na tarde deste sábado (28), o programa já começou com ele recordando a primeira edição que aconteceu em abril de 2000.

Depois de apresentador os quadros Tem ou Não Tem e Quem Quer Ser Um Milionário?, sentado no chão e no centro do palco, o apresentador falou sobre tudo o que aconteceu nesses anos de programa. Emocionado, ele também fez questão de deixar claro que está feliz em passar o bastão para Marcos Mion.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu lembre de uma cena que eu estava sentado, como eu estou agora em 1999, em dezembro de 99… Eu fazia o programa que chamava H, na Rede Bandeirantes e foi o último H que eu apresentei, porque eu estava vindo para a Rede Globo iniciar um novo ciclo na minha vida”, começou dizendo ele.

“Quando falaram: ‘Vamos gravar, é a última gravação que você faz nesse cenário, com esse logo’. É até estranho, porque durante vinte anos foram tantas transformações na minha vida e acostumado ver esse cenário cheio de gente… Sempre foi um estúdio muito vivo, os artistas sempre gostaram muito de cantar no Caldeirão, porque era uma plateia quente e a gente está encerrando esse ciclo das minhas tardes na Globo, com o cenário vazio, com muita pouca gente, mas graças a Deus todo mundo conectado virtualmente”, continuou Luciano.

Logo depois, ele disse que isso acaba sendo muito emblemático. “Fica de um lado uma sensação de dever cumprido, foram 1099 programas, 1099 sábados que você me deu o privilégio de entrar na sua casa, de compartilhar o jeito que eu gosto de enxergar o mundo, de acreditar nas pessoas, de trocar ideia. Eu aprendi muito ao longo desses 21 anos aqui, eu me transformei, casei e tive filhos, me transformei pelas histórias que eu mostrei aqui…”, afirmou.

“Eu não estou triste, é uma sensação bacana de missão cumprida, de ter construído uma marca que as pessoas respeitam, um espaço na televisão onde a gente tem crédito e crédito a gente leva uma vida inteira para construir e minutos para perder”, disse ele.

O apresentador ainda falou sobre estar passando o bastão para Marcos Mion, que começa a comandar o programa já no próximo sábado (4). “Nesse palco vai ter Marcos Mion, que é um apresentador muito respeitado, que eu conheço há muito tempo. O Mion fez rádio comigo no ano 2000 mais ou menos, eu gosto muito dele, é um menino com valores corretos, que evoluiu muito como apresentador, como pai… Eu acho que passar o bastão para o Mion vai ser ótimo, eu acho que ele vai continuar trazendo muita emoção para o seu sábado à tarde”, afirmou Luciano Huck.

Posteriormente, ele falou sobre estar aos domingos já no próximo fim de semana. “É uma honra e um orgulho também, a estrada que ele [Fausto Silva] asfaltou, eu seguir nela”, continuou. “Eu me despeço desse palco, dessa logo, dessa história e no próximo domingo começa uma história nova que eu tenho certeza que vamos continuar juntos”, disse ele. As luzes do estúdio foram apagadas e Luciano surgiu nos bastidores onde recebeu uma homenagem da equipe falou sobre a história do programa, além de receber homenagem de pessoas que mudaram a vida graças a ele.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio