Luciana Gimenez diz que nunca viu Bolsonaro desrespeitar homossexuais

A apresentadora afirmou que trabalha com muitos gays

Publicado há 2 meses
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Responsável por apresentar o Superpop e o Luciana by Night, programas da RedeTV!, Luciana Gimenez soube de um estudo sobre suicídios cometidos por pessoas da comunidade LGBTQ e resolveu falar sobre o assunto em uma das edições do Superpop, que irá ao ar em dezembro.

“Sempre protegi esse público. A maioria das pessoas que trabalha comigo é gay”, afirmou a famosa em entrevista ao jornalista Eduardo F. Filho, da revista Veja. A comunicadora foi questionada então sobre o presidente Jair Bolsonaro, que sempre teve espaço nas produções que ela comanda e que já deu declarações polêmicas sobre pessoas do segmento.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Não tenho conhecimento suficiente para falar para falar de política, mas, na minha frente, nunca o vi desrespeitar homossexuais”, comentou a estrela. Com relação aos boatos sobre uma possível venda da emissora que trabalha, ela desconversou. “Não sei de nada”, resumiu.

Vale lembrar que recentemente, Bolsonaro virou assunto ao falar sobre a situação do país com a pandemia. “Lamento os mortos, lamento. Todos nós vamos morrer um dia, aqui todo mundo vai morrer. Não adianta fugir disso, fugir da realidade. Tem que deixar de ser um país de maricas”, disparou o presidente, que foi rebatido por Ana Maria Braga.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio