Luana Piovani diz que fez Malhação contra a vontade após perder papel em Anjo Mau

Publicado há 2 anos
Por Clara Ribeiro
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O programa Fofocalizando, do SBT, veiculou a segunda parte da entrevista que Leo Dias fez com Luana Piovani nesta terça-feira (13).

Entre as declarações dadas pela atriz, uma delas chamou bastante a atenção. Trata-se da atuação dela na novela teen Malhação, em 1997.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia mais: Justiça condena Pânico e Band a pagar R$ 300 mil a Luana Piovani

Segundo a loira, à época havia realizado testes para fazer a novela Anjo Mau, exibida na faixa das 18h.

Depois de ser aprovada, um papel foi reservado: ela seria a filha de Luiza Brunet. Contudo, de acordo com Luana, ela foi retirada da novela e descobriu isso de uma forma inusitada.

“Fui para a minha aula de voz, a Maria Padilha estava lá e me perguntou: ‘Você não sabe? Você foi tirada da novela’”, relatou a Leo Dias.

Leia mais: Luana Piovani comenta desconvite para O Sétimo Guardião: “Sabia que alguma coisa em algum momento ia acontecer”

Convocação para Malhação veio em seguida

Logo após o episódio, Luan disse que resolveu dar um tempo nos trabalhos, pois estava muito chateada. Mas não durou muito tempo.

“Boninho me ligou dizendo, ‘Oi, Luana, estou gravando Malhação‘. E eu disse, eu preciso de um tempinho aqui, por que doeu”, disse ela, se referindo à mágoa que teve ao perder o papel em Anjo Mau.

A atriz conta que mesmo dando a negativa para Boninho, chegou um telegrama em sua casa, solicitando seu comparecimento nas gravações da novela. Quando foi ao set percebeu que teria que agir como profissional e topou fazer o folhetim.

Todavia, segundo Luana, ela aceitou contra sua vontade a oportunidade. “Claro que foi à força. Eu agradeci e chegou um telegrama na minha casa. Se isso não é à força, não sei o que é”.

Leia mais: Luana Piovani fala sobre programa que comandará na TV paga

Luana Piovani processou o canal GNT

“Eu só fazia o Superbonita por temporada. Aí me ligaram depois de três anos querendo assinar contrato. Deu seis meses, eles quiseram romper”, revela Piovani, dizendo ainda que a justificativa da emissora paga seria por que o programa era “praticamente dela”.

A partir daí, o GNT pediu que a atriz renovasse o formato, viajando pelo Brasil entrevistando pessoas.

Leia mais: Luana Piovani estreia reality na TV paga: “Ganhando para emitir a minha opinião”

No entanto, por conta da maternidade, Luana se recusou e eles não foram para frente com o programa. “Eu disse tudo bem, mas vocês pediram, agora então me paguem a multa. [A cúpula do canal disse “não vamos pagar a multa”.

Diante disso Luana Piovani disse que contratou advogado e processou a Globosat.

Leia mais: Luana Piovani relembra esnobada da Globo quando pediu para ir ao Emmy: “Fiquei dois dias mal”

Polêmica com seu nome em Sétimo Guardião

Outra pergunta polêmica que Leo Dias fez para Luana foi sobre o suposto convite de Aguinaldo Silva para atuar em O Sétimo Guardião, novela que estreou na última segunda (12).

“Pela vontade dele eu iria. Mas alguém paga o salário dele. Quando alguém paga o teu salário, não é você que manda. Daí eles me ligaram pra dizer que a Rede Globo não tinha topado meu nome por que deram o argumento de que tem gente contratada”, revelou.

A Globo, neste caso, não estaria disposta a utilizar nomes sem contrato fixo. Dessa forma, seria um custo extra e “alto”, segundo as palavras da própria Luana Piovani. Para Dias, a atriz revelou que é uma profissional cara.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio