Longe das novelas desde 2017, Pedro Malta afirma: “Vontade de atuar ainda existe”

A última novela do famoso foi O Rico e Lázaro, na Record TV

Publicado há 21 dias
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Lembrado pelo público por ter vivido o Lipe, filho do personagem de Fábio Assunção em Coração de Estudante (2012), Pedro Malta coleciona trabalhos na TV, entre eles o Gabriel de Kubanacan (2013), novela das 19h de Carlos Lombardi que estreou este ano no Globoplay.

Em entrevista à colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, o famoso, que está com 26 anos, falou do folhetim. “Por causa da pandemia, não tenho conseguido assistir à novela, mas sinto muita saudade. É um trabalho que está vivo na minha mente”, declarou o ator, que está fora das novelas desde que atuou em O Rico e Lázaro (2017).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Era uma novela solar, alegre, descontraída. E isso era passado para a equipe. E até hoje, graças a Deus, posso contar com esse assédio positivo, com esse retorno dos fãs que têm carinho pelo meu trabalho. Fui atrás de novos horizontes, mas vontade de atuar ainda existe de maneira sincera e terna no meu coração”, explicou o artista.

Pedro relembrou que o personagem enfrentava uma leucemia. “Foi um dos primeiros papéis a me exigir fisicamente. Até então, a referência que eu tinha de cenas assim era a da Camila (Carolina Dieckmann), de Laços de família, que passou por essa fase de ter o cabelo raspado”, apontou.

“Lembro que a gente não quis fazer uma réplica da cena da Camila, embora seja muito icônica. Mas houve um olhar muito humano. O cabelo dele foi cortado pelo pai, que na verdade era padrasto, vivido por Marcos Pasquim. Na época, conheci crianças que tinham leucemia, fiz ações beneficentes em hospitais… Foi bem marcante”, destacou.

Formado em Rádio e TV, Malta atualmente trabalha como redator e planeja se casar em 2021 com a noiva, Fernanda Lacerda. “É uma moça especial, desde o início do relacionamento ela mexeu com a minha vida. Passamos a quarentena juntos. Enquanto muitos casais se separaram, o nosso relacionamento se tornou ainda mais sério. Tenho a certeza de que ela é a pessoa que escolhi para mim. E ela me escolheu também”, concluiu.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio