Leo Dias diz que tem muita gente politicamente correta no Fofocalizando e revela reaproximação com Lívia Andrade

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No ar como apresentador do Fofocalizando, Leo Dias foi entrevistado por Chico Barney, Flávio Ricco e Maurício Stycer num podcast realizado pelo UOL. Questionado sobre o vespertino do SBT, o colunista fez algumas críticas.

“Acho que tem muita gente politicamente correta demais no Fofocalizando. É todo mundo certinho demais. Não sei se isso pode ter consequências, mas eu sinto falta de gente na rua. Eu aprendi nesses anos de jornalismo que lugar de jornalista é na rua”, disse o famoso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“É nas festas, nos acontecimentos, onde estão os famosos, conversando, participando, lá que é o lugar. Redação não é lugar de jornalista. Jornalista tem que estar de frente com a celebridade. Falar, ver, ser reconhecido, conhecer. Acho que o pecado tá ali”, analisou o comunicador.

“Sinto falta de ter mais equipes, de ter gente rodando os eventos, ter perguntas para as celebridades cara a cara. Repercutir as notícias dos outros já tem a Fabíola [Reipert]”, citou o jornalista. Leo também falou sobre Lívia Andrade.

“Nós já estamos nos falando. A gente voltou a se falar, ontem eu mandei mensagem pra ela dizendo que ela pode contar comigo no Carnaval do Rio de Janeiro. O clima no Fofocalizando mudou também por causa disso”, contou o famoso.

“A Lívia foi uma pessoa que me ajudou demais, houve vários problemas, muitos deles que eu não soube administrar. Eu fui infantil, ela é radical demais em algumas posições. A gente acho que não vai voltar ao que era, mas estamos numa relação civilizada”, concluiu Dias.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais