Karol Conká desabafa ao lembrar trauma do passado com o pai: “Agressivo, bebia”

Documentário estreou nesta quinta-feira (29)

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O documentário sobre Karol Conká, lançado nesta quinta-feira (29) no Globoplay, mostra o jeito durona da cantora. No entanto, ela abre o coração sobre a morte do pai e associa ao comportamento inadequado com Lucas Penteado no BBB 21.

“Fiquei muito irritada, mas não era com o Lucas, era com essa lembrança que odeio”, conta a atriz. Ela e o pai tinham uma forte ligação, mas a bebida alcoólica consumida por ele acabou afastando os dois. Graças a isso, eles perderam o contato e ela prometeu que iria visitá-lo quando ele estivesse sóbrio. A informação é do portal Splash.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas o encontro nunca ocorreu. “Meu pai nunca me viu cantar no palco, tinha 14 anos quando ele morreu, parece que nunca vou amenizar essa dor. Teve um momento da casa que o Lucas me lembrou muito ele, quando ficava agressivo, bebia, falava coisas desconexas e aparecia com o semblante doce no dia seguinte dando bom dia“, desabafou.

Emocionada, ela revelou que o pai foi encontrado caído na chuva e levado para casa. Momentos depois, ele caiu ao tentar levantar do sofá e acabou ingerindo o próprio vômito, que foi aspirado pelos pulmões e causou sua morte.

Tinha essa coisa do meu pai estar sempre bêbado, era muito milagroso quando isso não acontecia. Ele jogava a cadeira, derrubava as coisas, ele era uma pessoa maravilhosa e reduziam ele àquele homem bêbado“, lamentou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio