Jurados comentam novo formato do MasterChef Brasil

O reality terá um vencedor por episódio

Publicado há 3 meses
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na próxima terça (14), a partir das 22h45, a Band estreia a sétima temporada do MasterChef, o maior talent show gastronômico do Brasil. Com apresentação de Ana Paula Padrão e avaliação do trio de sucesso, Eric Jacquin, Paola Carossela e Henrique Fogaça.

Atendendo os protocolos de segurança recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o novo layout conta com um espaçamento de 1,5m entre as bancadas e mesas do restaurante, assim como um mezanino amplificado para respeitar o distanciamento.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Porém a principal mudança é o novo formato de competição, que contará com oito cozinheiros diferentes em cada episódio que terão que produzir sempre três pratos de suas receitas escolhidas, provadas e avaliadas em bancadas próprias, que também respeitam o distanciamento mínimo.

Provas em estúdio

Todas as provas e etapas do programa serão realizadas dentro do estúdio, sem gravações externas ou desafios em grupo. Para evitar aglomeração, os participantes entram no mercado em dois grupos distintos e têm três minutos para escolher os produtos.

O chef Erick Jacquin afirma que essa nova edição do MasterChef será extraordinária e mais dinâmica, porque existe uma única chance. “O prato pode ser simples ou sofisticado, mas deve ser o melhor e bem feito”, diz o chef.

Já o chef Henrique Fogaça diz ter gostado da nova modalidade e que a rotatividade de candidatos vai mostrar como cada um trabalha sua receita, como entende o tema da prova e o que apresenta no final. “Nossa missão é identificar esse potencial em pouco tempo para escolher o melhor dos melhores a cada semana”, complementa.

Por outro lado, a chef Paola Carosella enfatiza que esse formato deixa a competição mais acirrada porque os participantes não terão o tempo habitual para se adaptar ao estilo da competição e verem que ela não é tão simples como parece ser. “O que acontece no formato tradicional é que existe muito tempo para se acostumar e agora não. É mata-mata”, enfatiza a chef.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais