Juliana Silveira revela dificuldade em gravar com Tony Ramos: “Marcou demais”

Atriz também contou que quase desistiu da carreira

Publicado há 19 dias
Por Daniel Neblina
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com a reexibição de Laços de Família no Vale a Pena Ver de Novo, o público tem a oportunidade de rever Juliana Silveira, aos 20 anos, como a personagem Patty, amiga de Cissa (Julia Feldens). Em conversa com a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a atriz relembrou esse trabalho e falou sobre a dificuldade e aprendizado ao atuar com Tony Ramos.

“Eu tinha muitas cenas com o Tony Ramos. Lembro que ficava empolgada por estar trabalhando com ele e também um pouco intimidada. Acho que até hoje eu ficaria tímida atuando ao lado de alguém tão gigante. Essa convivência me marcou demais tanto pela pessoa dele como pelo profissional. Me vi muitas vezes, anos depois, em situações no set pensando: ‘O que o Tony faria?’”, contou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

 Juliana Silveira também revelou que logo após a novela, pensou em desistir da vida de atriz. “Comecei a ter síndrome do pânico. No caso de Presença de Anita, achei que não estava preparada para aquele papel, mas era muito difícil abrir mão de uma oportunidade tão bacana. Era uma pressão grande”, disse.

“Eu acabava dando bastante importância a tudo o que diziam, sobre o meu corpo ou sobre o que eu deveria fazer para ter sucesso. Depois, no ar, também era todo aquele julgamento. Chegou a um ponto que eu realmente pensei em desistir da carreira de atriz. Procurei ajuda médica e me tratei por um ano. Pouco depois, fui chamada para fazer Malhação (2003) e já estava curada”, completou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais