Jornalista que acusa Datena de assédio sexual diz ao Fofocalizando: “Alguém precisa parar esse homem”

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na edição desta sexta-feira (18) do Fofocalizando, o programa repercutiu a notícia dada pelo Notícias da TV de que a jornalista Bruna Drews abriu uma denúncia contra José Luiz Datena alegando ter sido assediada pelo famoso.

Segundo relato da profissional, o apresentador do Brasil Urgente teria afirmado durante as comemorações do fim das gravações de A Fuga, quadro do extinto Agora é com Datena no qual Bruna fazia parte, que ela não precisava emagrecer, por ser “muito gostosa”, que já se masturbou pensando nela e que era “um desperdício” ela ter uma namorada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia: Datena assume responsabilidade por fim de programa: “Incompetência”

Na representação protocolada no Ministério Público de São Paulo, a jornalista destacou também que quando trabalhou como repórter do informativo comandado por Datena, se sentia constrangida com os comentários que ele realizava ao vivo durante os links que eram realizados por ela. Em uma das ocasiões, o comunicador chegou a pedir para o cinegrafista filmar o corpo de Drews.

Confirmação

Ao vespertino do SBT, Bruna surpreendentemente declarou por áudio confirmar todas as informações que foram dadas no portal. “Eu já me sentia muito constrangida com o assédio que eu sofria no ar, era nítido meu constrangimento, meus pais ficava envergonhados, mas eu precisava do salário, pagava coisas para o meu pais, tinha que sustentar uma casa, então eu aguentava”, explicou inesperadamente a repórter.

Saiba mais: Ao lado de Datena, cobra gigante defeca no estúdio do Brasil Urgente

“Mas quando aconteceu o assédio real, frente a frente num restaurante, aí eu senti mesmo que devia procurar a justiça e denunciar. Eu procurei um advogado logo depois que esse assédio foi feito, eles pediram para segurar um pouco, para a gente fundamentar toda a nossa história, o prazo para a gente divulgar o assédio é de seis meses, então a gente esperou até o último momento para que a gente fundamentasse a história, tivéssemos testemunhas”, detalhou a famosa.

“Eu mandei uma carta para a Band contando sobre o assédio, a Band me mandou ‘fica em casa um tempo, descansa’, não procurou o Datena, não procurou ouvir testemunhas, eu ouvi frases de funcionários da Band, superiores inclusive, falando ‘isso é típico do Datena, ele faz isso com quem ele gosta’. Eu só quero que ele seja punido e que a verdade seja mostrada mesmo”, falou a profissional.

“Alguém precisa parar esse homem e eu espero que eu seja essa pessoa. Já desisti da minha carreira exatamente por causa dele, por causa da Band, estou bem instruída, não tenho mais esperança nenhuma em voltar à televisão, por isso que realmente hoje eu estou abrindo o jogo”, concluiu, enfim, Drews.

O lado dele

Décio Piccinini leu um comunicado enviado pelo apresentador. “Isto é calúnia. Eu sempre elogiei esta moça ao vivo no Brasil Urgente como faço com outros repórteres, homens e mulheres, pela beleza, e pela competência acima de tudo, ao vivo para todo o Brasil. Ela há muito tempo vem pedindo vários afastamentos por motivos psicológicos alegando problemas de família, pessoais, e de trabalho. Sempre a apoiei como faço com os profissionais com quem trabalho e ela me agradeceu pessoalmente por isso nos poucos contatos que tive com ela na Band. Foram raras as vezes que conversamos fora do ar”, garantiu o apresentador.

“Quanto ao episódio que ela se refere no programa A Fuga que fazia parte do Agora é Com Datena, ela estava visivelmente mais magra e pergunta a ela na frente de todos se ela tinha problemas, ela disse que sim, e que iria procurar ajuda médica. Passou mal durante as gravações que mandei parar para que ela fosse atendida e retomar outro dia em que estivesse melhor”, detalhou o artista.

“No final das gravações desse programa, dias depois, num bar com boa tarde da equipe, eu reiterei a ela que era bonita e competente, que não precisava emagrecer mais para trabalhar em TV, preocupado com sua saúde. Quanto às opções sexuais dela, respeito como sempre respeitei publicamente as opções de cada um. Dias depois, ela me procurou agradecendo meus conselhos”, contou o famoso.

Família

“Nunca, em hipótese nenhuma tive qualquer intenção que não fosse ajuda-la. Ela sabe disso e claro, quando soube dessa mentira em respeito à minha mulher com quem sou casado há 41 anos, aos meus 5 filhos, aos meus 6 netos, tomei minhas providências jurídicas contra essa profissional e espero que resolva seus problemas psicológicos, que são muitos e anteriores aos fatos que ela descreve, de outra forma que não seja tentar destruir pessoas que quiseram ajudá-la”, avaliou o apresentador.

“Você me conhece, tenho muitos defeitos, mas este não está entre eles. Minha vida profissional tem sido em grande parte pautada pela defesa da mulher diariamente no programa que eu faço”, concluiu, enfim, Décio a leitura.

Contudo, ao Observatório da Televisão, a assessoria da Band se manifestou. “O processo trabalhista em questão tramita em segredo de Justiça, a pedido, inclusive, da própria autora. A Band está impedida de se manifestar sobre o assunto”, informaram.

Manifestação

A saber, pela web, Bruna compartilhou uma imagem com a frase ‘Mexeu com uma, mexeu com todas #Chegadeassédio’. “Estou do lado da verdade! Consciência limpa e tranquila! Faço isso por todas as mulher que são obrigadas a passar por isso diariamente!”, escreveu a jornalista.

Veja:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais