Jornalista da Globo que não aderiu à greve em Alagoas apaga conta no Instagram após xingamentos

Publicado há um ano
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A jornalista Sofia Sepreny, contratada às pressas pela TV Gazeta, afiliada da Globo em Alagoas, para apresentar o AL1 durante a greve de jornalistas no estado, apagou a sua conta no Instagram. Sofia foi criticada por colegas e parte do público que a chamou de “fura greve”, “deslumbrada” e “traidora”.

Nesta quarta-feira (26), ela voltou a apresentar o telejornal da hora do almoço no lugar da titular, Thaísa Cavalcante, que aderiu a greve.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Porém, quando chegou na sede do canal, ela teve de ser escoltada e entrar escondida atrás de um caminhão. O vídeo com o fato roda as redes sociais.

Cansada de ser hostilizada por público e colegas, Sofia apagou sua conta no Instagram. Por lá, ela apenas fazia postagens pessoais.

No entanto, ela continua no Facebook, onde segundo apurou o Observatório da Televisão, segue recebendo mensagens de repúdio por sua atitude polêmica.

Todavia, a greve dos jornalistas no Alagoas chega em seu segundo dia, com protestos em várias empresas. Tudo é acompanhado de perto por entidades nacionais.

A presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Maria José Braga, esteve em Maceió, capital do Estado, vendo de perto todos os eventos. 

Todavia, segundo ela, a greve tem fundamento: “A greve preocupa todos nós em razão da gravidade da situação provocada pelos empregadores do Alagoas. A proposta de redução no piso em 40% foi indecorosa”, afirmou. Ela irá continuar na cidade nos próximos dias. 

Afiliada da Globo e apresentadora não comentam reportagem

Procurada pelo Observatório da Televisão novamente, a TV Gazeta/Globo ratificou apenas o comunicado lido no ALTV – Primeira Edição nesta segunda. Nele, a TV dizia que as empresas não chegaram num acordo com os jornalistas.

Contudo, a emissora não quis comentar como conseguiu reportagens de outros estados para preencher os seus jornalístico. A TV não quis comentar as acusações contra Sofia. A reportagem também procurou Sofia Sepreny. Porém, não obteve resposta até o fechamento da nota.

Por fim, vale lembrar que a TV Gazeta, afiliada da Globo desde os anos 1970, é pertencente as Organizações Arnon de Mello, que é de posse do Senador e ex-Presidente da República Fernando Collor de Mello.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio