Jornalista da Globo detona estação de trem em São Paulo: “Tudo sujo, fedorento, cheio de pedintes”

Publicado há um ano
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O repórter Márcio Gomes, da Globo, usou o transporte público para ir do centro de São Paulo até o aeroporto de Guarulhos, neste sábado (29). Conforme usava a estrutura do governo do estado, o jornalista fez uma análise na internet do serviço oferecido. Ele tem vivência em países de primeiro mundo, como o Japão. Portanto, a exigência do global é alta e foi demonstrada em seus comentários.

“Entrando de férias, indo pro aeroporto e, pra não perder o hábito, testando o trem Luz – Aeroporto: ao redor da estação, zona de apocalipse. Tudo sujo, fedorento, cheio de pedintes. Dentro, ao lado da bilheteria, um bêbado pede dinheiro. Sinalização ok, guardas atenciosos”, escreveu no Twitter.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na sequência, acostumado à pontualidade japonesa… Ele reclamou: “Trem marcado para 18hs, saiu 17:57. Em certo país isso renderia pedido de desculpas, mas aqui vamos reconhecer que tudo bem. O trem está limpo e com poucos passageiros”. Logo ele informou que chegou na estação “quase aeroporto”, com 28 minutos de viagem.

“Acesso fácil ao ônibus que vai pro terminal. Tempo pra pensar como alguém em sã consciência planeja uma linha que NÃO CHEGA ao aeroporto. 10 minutos depois, ônibus chega ao terminal. Motorista gentil. Resumo: nas grandes cidades do mundo que conheço, usa-se transporte público de trilhos pra chegar/sair de aeroporto. Aqui não pode ser diferente. Hoje foi sábado, mais vazio, recomendo. Até!”, concluiu.

Confira os tuítes

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio