Jornalista da CNN denuncia racismo em clube paulista: “Reportagem virou um caso de discriminação”

A matéria acabou sendo cancelada

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Jairo Nascimento, repórter da CNN Brasil, foi alvo de discriminação racial no Clube Pinheiros, em São Paulo, ao tentar realizar uma reportagem sobre atletas olímpicos na pandemia no local. 

A matéria acabou sendo cancelada e o jornalista relatou o ocorrido neste domingo (21). “A nossa equipe já estava identificada aqui no Esporte Clube e ia iniciar a gravação. Fomos recebidos com uma pergunta: “Quem é o repórter?” O repórter sou eu, que sou negro e foi aí que a reportagem virou um caso de discriminação”, inicia o jornalista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Jairo conta que uma das diretoras do clube duvidou quem era o repórter. Ainda no local, a isenção da matéria foi questionada por ela e outro diretor, que temiam que a reportagem fosse caracterizada como tendenciosa. O regimento interno do local não permite manifestações de caráter político, religioso, racial e classe.

No entanto, a reportagem mostrou que acusações antigas de discriminação já aconteceram nas dependências do local e afetaram seriamente a vida de atletas. Além disso, há casos que vão além da questão racial e prejudicam os bolsistas. “Discriminação é crime“, diz ainda o repórter.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio