Jornal Nacional cita CNN Brasil pela primeira vez em nota de artistas contra Regina Duarte

Âncoras emitiram nota de repúdio de artistas contra Regina Duarte

Publicado há 7 meses
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na noite deste sábado (8) o Jornal Nacional surpreendeu ao citar pela primeira vez o canal de notícias CNN Brasil, concorrente direta da GloboNews. Na ocasião, o âncora Flavio Fachel emitiu um manifesto assinado por mais de 400 artistas, entre produtores culturais e intelectuais, em repúdio às recentes declarações da ex-atriz e secretária da Cultura, Regina Duarte.

Curiosamente, ao final da nota, Mônica Teixeira citou que “os artistas se referiam a entrevista da secretária concedida na última quinta-feira (7), à CNN Brasil”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia a nota na íntegra:

Este grupo é formado por atores; cantores; compositores; escritores; roteiristas; cineastas; artistas plásticos; fotógrafos e dançarinos. Eles dizem que fazem parte da maioria de cidadãs e cidadãos que defendem a democracia e apoiam independência das instituições para fazer a valer a constituição de 1988.

Afirmam que fazem da maioria que entendem a gravidade do momento que estamos vivendo. O grupo pede respeito aos mortos e àqueles que “lutam pela própria sobrevivência no país devastados pela pandemia e nefasta ineficiência do poder público”.

O grupo de maioria dos brasileiros que “não toleram os crimes cometidos por qualquer governo e que repudiam a corrupção e a tortura e que não deseja a volta da ditadura militar”.

Que não aceita “os ataques reiterados a arte, a ciência e a imprensa, e que não admite a destruição do setor cultural e ameaça a liberdade de expressão”. Que o grupo faz parte da maioria que repudia as palavras e atitudes de Regina Duarte como secretária da Cultura. “Ela não nos representa”.

Mônica Teixeira, então, continuou: “Eles se referem a entrevista que a secretária deu à CNN Brasil. Nela, quando confrontada sobre o apoio do presidente Bolsonaro à Ditadura Militar, Regina cantou a música ‘Pra Frente Brasil’ [música símbolo da Ditadura]. E disse que ‘tortura sempre existiu’. Disse também que ‘onde há vida há morte’. A secretária citou ainda os ditadores da antiga União Soviética Josef Stalin e Adolf Hitler, da Alemanha, responsável pela morte de milhares de pessoas no século passado.

Confira o vídeo:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio