Joaquim Lopes fala sobre homofobia de Enrico em Império: “Continua sendo atual”

O chef de cozinha abomina o pai, Cláudio, por ser bissexual

Publicado em 15/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um dos maiores destaques da reprise de Império é o personagem Enrico, vivido pelo ator Joaquim Lopes. Esnobe, o chef de cozinha é claramente homofóbico e corta relações com o pai, Claúdio (José Mayer) ao descobrir que ele é bissexual e vive um romance com Leonardo (Klebber Toledo).

Noivo de Maria Clara (Andreia Horta), Enrico perde a moça para seu empregado, Vicente (Rafael Cardoso). A filha do Comendador não aguenta mais os ataques do rapaz, que fica cada vez mais insuportável.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em entrevista ao jornal O Globo, Joaquim assumiu que se revolta ao assistir as cenas da novela. Por outro lado, o ator confessou que aprendeu muito sobre o assunto, destacando o quanto ainda merece ser tratado como pauta.

“Hoje eu consigo entender muito mais a dor que o pai do Enrico sente ao ser atacado por ele. Quando a gente tem filhos, nossas referências mudam completamente. O que me chama a atenção também é o fato de a história continuar sendo atual. O Brasil ainda continua um país extremamente homofóbico e com recordes de assassinatos de pessoas LGBTQIA+”, contou.

Além disso, Joaquim relembrou como foi viver o filho homofóbico de Cláudio e Beatriz (Suzy Rêgo). “Na época, eu fiz uma grande preparação para a novela. Queríamos que fosse feito da maneira mais verossímil possível, para realmente chocar e levantar uma reflexão. Cheguei inclusive a receber ameaças e xingamentos pelas redes sociais”, relembrou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio