Jean Wyllys resolve processar Ratinho por causa de fake news repercutida pelo apresentador em seu programa

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta terça-feira (18), foi ao ar no SBT a edição do Programa do Ratinho que teve a presença de Sergio Moro, Ministro da Justiça. Durante a conversa, o apresentador resolveu repercutir uma fake news na qual teve acesso.

“Esse jornalista [Glenn Greenwald] é namorado de um deputado [David Miranda] e comprou o mandato do deputado Jean Wyllys. Tudo isso eu recebi, não sei se é fake news. Recebi! Se for verdade, é muito maior do que a gente imagina. Porque envolve outro país”, falou o artista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Por causa da manifestação de Carlos Massa sobre o assunto, Jean resolveu entrar com um processo por calúnia e difamação contra o comunicador. “Como disse um texto [publicado na revista Veja], ‘é sordidez de Ratinho. Ele sabe que tudo não passou de uma fake news. Se não sabia, deveria saber’”, afirmou o ex-deputado à Mônica Bergamo, colunista da Folha de S. Paulo.

Wyllys alfinetou
também Moro. “Moro ouviu a mentira e se calou porque sabe que a calúnia o
beneficia. Isso não é postura de um juiz tampouco de um Ministro da Justiça.
Mas essa conduta de Moro está em completo acordo com o que o [site] The
Intercept tem revelado dele na condução da Lava Jato”, apontou Jean.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio