No Altas Horas

Jean Paulo Campos revela que ataques racistas aumentaram com sua participação em Vai na Fé

Ator de 19 anos tem se destacado como o universitário Yuri na novela de Rosane Svartman

Publicado em 13/02/2023

O ator Jean Paulo Campos, de 19 anos, que ficou conhecido nacionalmente após interpretar o personagem Cirilo, na novela Carrossel, do SBT, fez um desabafo sobre os ataques racistas que vem sofrendo logo depois de aparecer na novela Vai na Fé, durante a sua participação no programa Altas Horas, exibido no último sábado (11) na TV Globo.

Em seu depoimento ao apresentador Serginho Groisman, o jovem ator conta que, por conta da visibilidade da emissora líder do País, os ataques racistas se intensificaram ainda mais nas redes sociais.

“Eu senti que começaram os ataques mais quando eu entrei na Globo, quando eu estava fazendo a preparação para a novela. Pode ter sido pela visibilidade, por o pessoal ter visto mais o meu perfil, ou por ter ficado bravo de alguma forma: ‘Como assim ele está fazendo a novela, como ele está na Globo?’. Então, nesse momento foi quando rolaram mais os ataques”, disse o artista.

Jean Paulo Campos também conta que o sucesso de seu personagem na novela infantil do SBT em 2012, acabou blindando de sofrer comentários criminosos que muitas pessoas pretas enfrentam no dia a dia. “Como comecei muito cedo na atuação, e já com uma visibilidade bem grande, acho que acabou dando uma blindada de as coisas acontecerem pessoalmente. De uma pessoa vir e soltar algum ataque, soltar alguma injúria pessoalmente”, refletiu.

Por fim, o intérprete de Yuri em Vai na Fé, destacou que a melhor forma de punir um racista, é demonstrando trabalho e conquistando o seu próprio espaço. “Então creio que, também para combater isso, acho que a melhor forma é eu estar fazendo o meu trabalho, estar conquistando as minhas coisas, e quem realmente é racista vai ter que aturar”, arrematou Jean Paulo Campos.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade