Intérprete de Albieri, Juca de Oliveira recorda momento emocionante em O Clone: “Ressuscitou!”

O personagem desafia os limites da ciência através da clonagem humana

Publicado em 14/10/2021 14:48
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Vinte anos após sua exibição original, O Clone está sendo reprisada no Vale a Pena Ver de Novo. Para Juca de Oliveira, a trama foi um dos mais relevantes trabalhos de seus 60 anos de carreira.

O ator deu vida a Albieri, um cientista ambicioso e, ao mesmo tempo, apaixonado por seus ideais e pelos afilhados Lucas e Diogo, os gêmeos interpretados por Murilo Benício.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Foi ótimo para a minha carreira ter participado de uma obra-prima absolutamente fascinante para o público. É um dos meus trabalhos mais comentados até hoje. Sempre que falam da minha carreira ao longo de mais de 60 anos lá está, com destaque, ‘O Clone’”, destaca o ator.

O personagem desafia os limites da ciência através da clonagem humana. Juca relembrou como foi a construção do papel. “O que eu mais recordo foram as experiências em laboratório e os diálogos com os cientistas. Acreditávamos que o texto de ‘O Clone’, o material que estávamos trabalhando naquela audaciosa e comovente novela, mudaria o destino do homem“, lembrou.

E contou um momento marcante dos bastidores. “O momento mais emocionante foi quando, no laboratório de clonagem, tive o primeiro contato com Diogo vivo! Albieri usa as células de Lucas na formação do embrião e o insere em Deusa (Adriana Lessa), como se fosse uma inseminação artificial comum. E de repente o embrião está vivo e Lucas ressuscitou! Era o milagre da clonagem humana“, avaliou.

Para o ator, o maior desafio foi o contato com os diversos cientistas que os assessoravam. “É impossível desenvolver a criação de uma personagem como o cientista Albieri sem se envolver emocionalmente. A ovelha Dolly, o primeiro mamífero a ser clonado na Escócia, ainda estava viva quando gravávamos ‘O Clone’. Acreditávamos que ela e outros clones humanos aprimorariam a nossa vida social. Não sofreríamos mais. Clones de entes queridos voltariam para a nossa alegria e felicidade”, disse.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio