Incomodada, Globo decide aumentar cobertura policial para barrar Band, Record TV e SBT

Publicado há um ano
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com João Paulo Reis

Deixando de dar furos policiais, a Globo está incomodada com a situação e decidiu promover uma mudança nas coberturas diárias de seus principais programas jornalísticos produzidos em São Paulo. A ordem agora é buscar mais pautas policiais, como as concorrentes Band, SBT e Record TV. Além disso, a emissora economizará em equipe de produção.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo fontes ouvidas pelo Observatório da Televisão, uma reunião entre o novo chefe de redação da Globo em São Paulo, Fernando Araújo Castro, os chefes de reportagem e editores executivos do emissora aconteceu no fim do mês passado, mais exatamente no dia 27 de junho.

Um dos motivos do encontro foi informar o novo procedimento que será adotado nas matérias. As equipes de reportagem sairão para as ruas com o chamado kit light, composto apenas por câmeras pequenas, e contarão com um repórter e um cinegrafista. Este último também será responsável por dirigir o veículo utilizado para locomoção.

Durante a reunião, Fernando Araújo Castro questionou o motivo dos programas colocarem diversos profissionais trabalhando em mesmo caso, e ainda assim deixarem de conseguir informações importantes e verdadeiramente exclusivas. Tais informações foram conseguidas por emissoras com menor estrutura como Band e Record TV.

Outro erro apontado por Fernando Araújo Castro teria sido a publicação de notícias tachadas como exclusivas, mas que já haviam figurado anteriormente em outras emissoras. Foram usados como exemplo, casos como a morte do cantor Gabriel Diniz, o assassinato do ator Rafael Miguel, e a família de brasileiros morta no Chile.

Além disso, Fernando Araújo Castro também citou os casos acima como exemplos de bom jornalismo feito pela Band, uma de suas concorrentes. Segundo ele disse na reunião, a emissora deu um exemplo na cobertura ao vivo, considerando sua baixa estrutura comparado com a Globo.

Globo nega que vá investir em mais pautas policiais

Ao fim da reunião, a intenção da Globo foi deixada clara: apostar em um repórter “multiuso” e ter em seus jornais foco maior em notícias policiais, carro-chefe de outros noticiários concorrentes, como Cidade Alerta e Balanço Geral, da Record TV, e Primeiro Impacto, do SBT.

Procurada pela reportagem do Observatório da Televisão, a Comunicação da Globo negou as falas atribuídas para Fernando Araújo Castro. A emissora confirmou que irá usar câmeras menores, mas não comentou diminuição de equipe de reportagem.

Veja o comunicado na íntegra:

“As declarações atribuídas a Fernando Castro não são verdadeiras e não houve qualquer orientação de mudança editorial nos telejornais locais de São Paulo. Novas tecnologias, que agilizam e facilitam as coberturas, são sempre bem-vindas, como no caso das câmeras menores, que não são uma novidade no Jornalismo da Globo”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio