Impotência de Viriato de Laços de Família foi criada por causa de comerciais de Viagra; entenda

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Laços de Família, novela das 21h escrita por Manoel Carlos e que foi exibida pela primeira vez entre 2000 e 2001, Viriato, personagem de Zé Victor Castiel casado com Yvete (Soraya Ravenle), enfrentou uma impotência sexual.

Em entrevista ao livro Autores – Histórias da Teledramaturgia (2008), da Editora Globo, o autor do enredo falou sobre como surgiu a ideia de abordar o assunto. “Durante todo o ano anterior à exibição da novela, nós fomos massacrados com os anúncios do Viagra”, declarou o escritor, citando um medicamento vendido para solucionar o problema.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Em todas as revistas e jornais, lia-se: ‘A impotência não é uma doença incurável’. Foi uma violência, uma carga enorme, pretensiosamente, querendo apoiar os impotentes. Eu imaginei que esse assunto deveria estar interessando muita gente, senão não haveria tanta coisa a respeito”, analisou o profissional.

“E o Viagra fez um sucesso incrível. Então, pensei: ‘Vou colocar um personagem impotente. Acho que vai causar não penas polêmica, mas servir de aconselhamento’. Primeiro, fiz o Viriato ir ao médico. Em seguida, ele viu que o problema podia não ser orgânico, mas psicológico: a mulher ganhava mais dinheiro do que ele, fazia sucesso numa profissão diferenciada, enquanto ele vivia com modesta ambição. Para desenvolver essa trama, claro que tive a assessoria de uma psicóloga”, concluiu Maneco.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio