Igreja quer R$ 1 bilhão de indenização do Porta dos Fundos

Publicado há um ano
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde 2019 uma grande confusão envolvendo os especiais de Natal do Porta do Fundos, exibidos na Netflix, vem dando o que falar na mídia. Isso porque muita gente não concorda com o tema abordado na produção, tornando tudo um problema, ao invés de simplesmente não assistir.

Mas agora, outro
especial de Natal do grupo está sendo contestado na justiça. De
acordo com a publicação do colunista Ancelmo Gois, do jornal O
Globo, a Igreja Pentecostal Brasa Viva move uma ação na 5ª Vara
Cível do Rio de Janeiro, pedindo uma indenização de R$ 1 bilhão
pelo especial de 2018.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com o nome de Se Beber, Não Ceie, o especial faz uma sátira sobre a passagem bíblica da última ceia de Jesus Cristo. Na produção, os discípulos aparecem de ressaca após beberem bastante durante a ceia e acabam percebendo que perderam o Messias.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio