Ídolos 12 anos: Relembre todos os vencedores e o que eles fazem atualmente

Publicado há 3 anos
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2015 o SBT adquiriu os direitos do reality show musical, ídolos, que foi produzido no ano seguinte. Um sucesso mundial com versões em diversos países e, aqui no Brasil não poderia ser diferente, em todas suas edições produzidas, seja no SBT ou na Record, a audiência foi louvável.

O reality visava lançar ao cenário artístico um novo nome da música pop –diferente de suas versões na Record, que lançou até cantor sertanejo. Ídolos foi o primeiro grande investimento em um produto do seguimento desde Popstars, programa que projetou os grupos Rouge e Bro’z ao estrelato. E, se existe algo que sempre chamou a atenção nessas produções é o insucesso de seus vencedores.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Entra reality sai reality, um ou dois competidores conseguiram êxito no meio artístico. De lá para cá, além de Ídolos já se foram alguns The Voice, Popstar, Astros, Got Talent e até uma única edição X-Factor, pra nunca mais! Mas isso é assunto para um outro texto. Hoje vamos relembrar os grandes vencedores do ídolos e saber por onde andam e o que fazem atualmente.

Veja também: BBB18: Raven de ‘As Visões da Raven’ comenta performance de Gleici e Ana Clara após sisters relembrarem a série

Leandro Lopes

Leandro Lopez foi o primeiro vencedor do ídolos no Brasil (Divulgação)

Leandro Lopez ganhou a primeira e mais bem sucedida versão de ídolos no Brasil, em suas últimas edições chegando a bater a Rede Globo na audiência. Com apenas 22 anos na época, o Pica-Pau, como era conhecido, desbancou 12 mil candidatos e pôde dividir palco e microfone com ninguém mais ninguém menos que Zé Ramalho. O último programa chegou a registrar 20 pontos de audiência ficando na liderança absoluta. Leandro Lopes emplacou duas músicas de trabalho nas novelas do SBT, Amigas e Rivais e Maria Esperança. Após um tempo Leandro foi chamado para ser vocalista da Banda de axé, Rapazolla, onde permaneceu por três anos, e logo depois seguiu em carreira solo. Hoje em dia Leandro é casado e tem dois filhos, ele segue fazendo shows em casas noturnas para um público bem menor.

Thaeme Marioto

Thaeme Marioto foi o único grande êxito do Ídolos no Brasil (Divulgação)

Thaeme Mariôto foi a vencedora da segunda e última edição do ídolos no SBT, logo após a Record adquiriu os direitos da versão e o SBT ficou a ver navios. Thaeme foi o maior êxito do ídolos, a cantora soube se moldar dentro do mercado e após um período dentro do estilo pop onde ela emplacou a música ‘Rotina’ nas rádios e foi intérprete do tema de abertura da novela Amigas e Rivais, no SBT, Thaeme também teve suas músicas em novelas da Record e regravou sucessos de Nando Reis e Ana Carolina. Depois de um breve sumiço a jovem ressurgiu das cinzas como cantora sertaneja formando a dupla de grande sucesso Thame & Thiago que arrasta multidões por todo o país. Com mais de sete álbuns no mercado, hoje ela forma uma das duplas sertaneja mais consagradas do país.

Rafael Barreto

Rafael Barreto foi o vencedor do Ídolos na Record (Divulgação)

Após uma negociação por debaixo dos panos, a Fremantle que é a detentora do reality, vendeu os direitos do programa para a Record alegando que o SBT havia mexido no formato. Pois bem, em 2009 a emissora da Barra Funda estreou ídolos tendo como vencedor, o jovem baiano, Rafael Barreto. Na época, Rafael tinha 23 anos e já cantava profissionalmente nas noites. Ele assinou um contrato de exclusividade com a Record e Sony BMG, porém, teve sua carreira prejudicada devido ao rompimento de contrato entre a emissora e a gravadora, então, com pouca divulgação no mercado não foi possível alcançar um espaço maior que a projeção do ídolos e audiência da Record poderia oferecer. Rafael Barreto seguiu em frente com sua carreira independente, voltou para Salvador, casou-se em 2017 e continua cantando em bares e festas.

Saulo Roston

Saulo Roston foi vencedor da segunda versão do Ídolos na Record (Divulgação)

Na segunda temporada de ídolos na Record teve o paulistano Saulo Roston como vencedor, o cantor exerce a profissão até os dias de hoje e canta muito na noite paulista. Saulo é um caso curioso, na época do programa ele se destacou pela potência vocal, embora fosse gago. E isso nunca foi um problema na vida dele. De Presidente Epitácio, Saulo agora vive em São Paulo e tem um álbum acústico lançado nas plataformas digitais. A música de trabalho de Saulo ao vencer o programa Ídolos foi ‘Nova Paixão’, com vídeo clipe dirigido por Alexandre Frota e participação da atriz Karen Junqueira.

Israel Lucero

Israel Lucero venceu a terceira edição do Ídolos na Record (Divulgação)

Natural de Florianópolis, Israel Lucero venceu o ídolos quando tinha apenas 16 anos, promessa do sertanejo na época, Lucero gravou um disco e vídeo clipe do single ‘Sem Juízo’. Foi a primeira vez que o Ídolos abriu espaço para adolescentes de até 16 anos. Em sua edição também surgiu o fenômeno Chay Suede, que mais tarde veio a protagonizar a versão brasileira de Rebelde. Israel é morador de Itajaí, em Santa Catarina, ele continuou sua carreira como cantor sertanejo e compositor, e tem feito uma tour com seu shows em diversas cidades pela região, além de divulgar seus trabalhos em seu canal no youtube.

Henrique Lemes

Henrique Lemes continuou sua carreira após o Ídolos (Divulgação)

Henrique Lemes foi outro ganhador do Ídolos com idade de 16 anos. Ele nasceu em Tucunduva no Rio Grande do Sul e mora em Guaramirim, Santa Catarina. Henrique hoje tem um filho, e continuou sua carreira como cantor sertanejo. Na época ele venceu perto de 50 mil concorrentes e depois assinou contrato com a Universal Music.

Everton Silva

Everton Silva abandonou a carreira de músico alguns anos após vencer o Ídolos (Divulgação)

Everton Silva foi um dos maiores talentos descobertos pelo Ídolos. O sambista fechou o ciclo do reality no brasil mas infelizmente figurou pouco ou quase nada no cenário artístico. Em 2015 voltou a mídia após se casar com um apresentador de uma TV local no Rio Grande do Sul. Alguns anos depois Everton se separou e perdeu tudo o que tinha e acabou vindo a público anunciar o fim de sua carreira e pedir ajuda para conseguir emprego. Foi quando uma fã do Rio de Janeiro resolveu ajudá-lo. Com o prêmio de R$ 500 mil que ele conseguiu com o Ídolos, comprou uma casa para a mãe, outra para os irmãos, um carro — que já vendeu — ajudou alguns parentes e se sustentou. Também fez shows pelo país. Hoje Everton tem 29 anos e tenta retomar sua carreira de cantor.

O Ídolos teve como jurados em suas edições

SBT: Arnaldo Saccomani, Carlos Eduardo Miranda, Cyz Zamorano e Thomas Roth

Record: Luiz Calainho, Marco Camargo e Paula Lima (2008,2009,2010)

Marco Camargo, Luiza Possi e Rick Bonadio (2011)

Marco Camargo, Fafá de Belém e Supla (2012)

Apresentadores

SBT: Lígia Mendes e Beto Marden

Record: Rodrigo Faro (2008 até 2011)

Marcos Mion (2012)

Duas versões fracassadas do Ídolos Kids foram produzidas pela Record em 2012 e 2013. Em sua apresentação esteve Cássio Reis, e no corpo de jurados João Gordo, Kelly Key e Afonso Nigro.

+ ACOMPANHE TUDO SOBRE O BBB18

 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio