Hylka Maria revela que ‘definhou’ para viver Agar em Gênesis

A mãe de Ismael passou por grandes reviravoltas na trama

Publicado em 12/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os últimos episódios de Gênesis marcaram a despedida de Hylka Maria da trama. A intérprete de Agar ganhou um final feliz na história ao reencontrar Bakari (Paulo Lessa), seu grande amor do Egito.

Antes disso, a personagem passou por grandes momentos de sofrimento que influenciaram até na condição física da atriz. Segundo Hylka, ela perdeu cerca de cinco quilos durante as gravações da novela.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A artista contou que a preparação para as cenas era complexa e as sequências exigiam demais. Por isso, em certo momento sentiu que estava ‘definhando’.

“Todos os dias eu tinha sequências de conflito ou de briga. Não gosto de entrar de estômago cheio para gravar, então me alimentava pouco ou nem almoçava. Chorava tanto em cena que meu estômago embrulhava de vez e eu não comia mais nada. Fiquei dias assim, parecia que estava definhando. Preciso muito descansar depois dela, porque foi puxado”, contou ao portal Notícias da TV.

Em Gênesis, Agar viu o pai ser devorado vivo por jacarés, foi humilhada pelas rainhas Khen (Pérola Faria) e Aat (Bianka Fernandes), se deitou com Abraão (Zé Carlos Machado) a mando de Sara (Adriana Garambone) e ainda foi escorraçada do acampamento com o filho, Ismael (Henrique Camargo).

Com tantos acontecimentos, Hylka defende a trajetória de Agar na história. “Eu acho que a novela não mostra muito a perspectiva a partir do olhar da Agar, então a coisa meio que foi conduzida como se ela fosse a grande equivocada. Só que, se você parar para analisar cada um dos pontos de vista, vai perceber que ela também é uma vítima”, pontuou.

Entretanto, a dualidade humana também é aplicada à serva, que chegou a ser tratada como vilã por muitos telespectadores da novela bíblica. De fato, a grande ‘maldade’ de Agar foi influenciar negativamente o caráter de Ismael.

“Ela se tornou rancorosa e mal resolvida com o passar do tempo, então pesou a mão ao ter na sua frente um ser humano sob o qual ela tinha total controle e podia, inclusive, manipular. O menino nunca teve culpa de nada, ele nem pediu para nascer. Houve sim um equívoco na criação, ela o moldou como uma pessoa egoísta”, ressaltou a atriz.

Gênesis chega à reta final da sexta fase, Jornada de Abraão, destacando agora a vida dos dois filhos do líder: Ismael (Iano Salomão) e Isaque (Guilherme Dellorto), que se reencontrarão e viverão grandes conflitos na trama.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio