Humorista Victor Sarro revela mágoa da Globo: “Você é tratado como um número”

Publicado em 2/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Anos de trabalho na Globo fizeram Victor Sarro criar uma espécie de mágoa da emissora. O humorista revelou que há uma certa arrogância em termos de produção, além de um tratamento que não valoriza seus profissionais.

Em um papo com o colunista Leo Dias, o comediante contou detalhes do tempo em que era contratado do canal. Por lá, ele trabalhou como roteirista de programas como o Esquenta e o Altas Horas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Acho que a Globo é um pouco arrogante em termos de produção. Eles estão percebendo que o streaming chegou para arrebentar com tudo e querem transformar a Globo em uma grande Netflix. Só que o público que tem Netflix não assiste TV aberta”, comentou.

De acordo com Victor, a Globo apresenta uma conduta ruim com grande parte de seus profissionais. “Na Globo, você é tratado como um número. Se não for bom o suficiente, te tiram. Como uma fruta em uma máquina de suco, eles te espremem até o bagaço e não se preocupam em plantar sua semente para render mais frutos”, revelou.

Além de citar a recente saída de Fausto Silva do grupo, o humorista comparou a Globo com a sua atual emissora, a Record TV:

“A prova viva disso é o Faustão. A Globo é um lugar incrível para trabalhar. Eles pagam em dia, te dão toda a estrutura, é maravilhoso. Mas a partir do momento em que você não é mais relevante, te colocam em um lugar que não tem volta. O Faustão não pode voltar nem para dar tchau. Na Record, não é assim. Lá, te tratam com mais carinho”, pontuou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio