Homem interrompe reportagem da Globo aos gritos e âncora fica bravo: “Desrespeito total”

Após episódio, emissora recebe solidariedade pelas redes sociais, segundo Bocardi

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma reportagem ao vivo do jornal Bom Dia São Paulo, da Globo, acabou sendo interrompida por um homem que gritava histericamente contra a emissora, nesta sexta-feira (22). O jornalista Rafael Ihara não conseguiu – de uma só vez – finalizar sua participação no matinal, do bairro Brás, para falar sobre reclassificação do Plano São Paulo.

Tudo corria bem, com o repórter apresentando todas as informações, quando um homem passou por trás e gritou: “Globo lixo”. O jornalista manteve o controle e seguiu com a entrada ao vivo, como se nada tivesse acontecido. No entanto, segundos depois, o homem retornou e gritou sem parar: “Globo lixo”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Logo, a reportagem foi cortada, após Ihara e os telespectadores não conseguirem mais ignorá-lo. “Eu vou voltar para você, Rodrigo. Tem muita gente atrapalhando o nosso trabalho, aqui”, disse, tentando manter o controle.

Repórter Rafael Ihara, no Bom Dia São Paulo (Reprodução/Globo)

“Depois você volta, Rafa. Pessoas que desrespeitam o trabalho do próximo, um trabalho que está ali levar a informação, exatamente para essa pessoa que grita contra a nossa reportagem”, criticou o âncora Rodrigo Bocardi, bravo.

Mais tarde, o repórter voltou, dentro de um veículo em movimento. “Aliás, vamos voltar com Rafael Iraha. (…) Você deve ter acompanhado, as redes sociais, uma solidariedade enorme com a nossa equipe, diante do que ocorreu na nossa última participação. O desrespeito é total e pleno”, disparou Rodrigo.

“O desrespeito é com a própria pessoa mesmo, porque ela usa a máscara no queixo, ela tira a máscara para gritar contra o nosso trabalho. Certeza que alguém da família busca informação com a gente. Certeza que essa pessoa ou alguém da família vai procurar o Bom Dia São Paulo ou qualquer outro dos nosso programas, no dia que tiver um hospital lotado e precisar de um atendimento, e vai buscar os nossos microfones para fazer um apelo”, completou.

Repórter Rafael Ihara e Rodrigo Bocardi, no Bom Dia São Paulo (Reprodução/Globo)

O repórter agradeceu. “Eu estou acompanhando pelas redes sociais, é muito bacana esse carinho todo de todo mundo que entende o nosso trabalho. Até porque a gente está nas ruas todos os dias, eu, minha equipe, os jornalistas que botam o no ar todos os programas do jornalismo da Globo, a gente está saindo de casa, se expondo para honrar um compromisso profissional”, concluiu o jovem repórter.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio