Há 49 anos terminava Redenção, novela mais longa da história da TV brasileira

Publicado há 4 anos
Por Paulo Henrique Lima
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Há 49 anos a extinta TV Excelsior levava ao ar o último capítulo de Redenção, trama que ficou mais tempo no ar somando incríveis 596 capítulos.

Assinada por Raymundo Lopes, a novela que teve direção de Reynaldo Boury, o mesmo de Chiquititas [segunda versão], que terminou como a segunda trama mais longa da TV com 545 capítulos, foi a responsável por consagrar o formato de superproduções na teledramaturgia brasileira.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Cidade fictícia de Redenção (Foto: Reprodução/ Web)

Ambientada na cidade de Redenção, a trama foi o primeiro sucesso de um produto do gênero na TV aberta. Gravada na primeira cidade cenográfica, que foi montada em São Bernardo do Campo, a novela contou a história do médico Fernando (Francisco Cuoco) e seu envolvimento com moradores da região.

No desenrolar da história, o médico tem seu caráter duvidado por moradores do município devido a suas atitudes controversas. A professora Marisa (Lourdes Rocha), filha do prefeito Juvenal (Rodolfo Mayer) se apaixona pelo médico e juntos vivem um romance cheio de questionamentos.

Com a chegada de Marta (Lourdinha Felix), o Dr. se apaixona e gera falatórios entre os habitantes da pequena cidade.

Curiosidades: Redenção agradou o telespectador e chegou a quase 600 capítulos, porém, o folhetim foi projetado para ter apenas cem capítulos. No final de tudo, a equipe ganhou vários prêmios de TV e conquistou o título de novela mais longa.

Dona Maroca (personagem de Aparecida Baxter), agradou o público e fez com que a novela sofresse alterações na sinopse. A personagem em questão deveria morrer, mas a pressão popular foi tão grande que o autor Raymundo acabou atendendo aos inúmeros pedidos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio