Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Há 16 anos, Sergio Mallandro encerrava Muleke Mallandro, seu último infantil

Publicado em 12/02/2018
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

No dia 11 de fevereiro de 2002, o programa Muleke Mallandro, de Sergio Mallandro, chegava ao fim na TV Gazeta. Exibida nas tardes de sábado, a atração marcou o retorno do apresentador aos programas infantis, após uma longa temporada comandando atrações mais adultas e apelativas.

Muleke Mallandro ficou no ar por pouco tempo, entre 2001 e 2002. Na época, Sergio Mallandro era um dos principais nomes do cast da Gazeta, onde comandava as atrações “adultas” Festa do Mallandro e Allegria Geral, onde fazia suas famosas “pegadinhas do Mallandro”. Assim, o apresentador ganhou um novo espaço nas tardes de sábado para voltar a realizar brincadeiras com crianças, público ao qual já tinha falado em seus outros programas realizados entre o final dos anos 1980 e meados da década de 1990.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Muleke Mallandro resgatou a Porta dos Desesperados, brincadeira na qual uma criança tinha que escolher uma das portas do cenário. Em uma delas, se escondia um brinquedo. Nas demais, monstros saíam para “atacar” o participante. Além disso, Muleke Mallandro contava com as “Mini Mallandrinhas” e um quadro de calouros com crianças, no qual os pequenos talentos eram julgados por nada menos que Pedro de Lara.

Muleke Mallandro foi apenas um dentre tantos programas que Sergio Mallandro comandou na TV brasileira. O apresentador foi descoberto por Silvio Santos nos anos 1980, quando participou do programa Cidade Contra Cidade, e se tornou cria do SBT. No canal do “patrão”, Sergio participava do polêmico vespertino O Povo na TV, de Wilton Franco, além de ser jurado do Show de Calouros, onde tirava Silvio Santos do sério. O bom desempenho o levou ao voo solo, quando ganhou o programa infantil Oradukapeta, exibido entre 1987 e 1990. Foi no programa que surgiu a Porta dos Desesperados, além de outras brincadeiras antológicas, como o goleiro Mallandroviski.

Com o sucesso no SBT, Sergio Mallandro foi contratado pela Globo em 1990, onde participava da Escolinha do Professor Raimundo. Além disso, foi eleito pela emissora o substituto de Chacrinha, passando a comandar o programa de variedades Show do Mallandro nas tardes de sábado. Nesta época, ficou famosa a parceria entre Sergio e Xuxa, e o apresentador chegou a substituí-la no Xou da Xuxa, nas férias da titular, além de dividir com ela edições do Paradão da Xuxa, nas manhãs de sábado. A dupla também foi vista no cinema, no filme Lua de Cristal. E, no final de sua estadia na Globo, o apresentador comandava uma versão diária e infantil do Show do Mallandro, exibida nas manhãs de segunda a sexta, antes do Xou da Xuxa.

Sergio Mallandro deixou a Globo em 1993 e foi para a CNT, onde comandou, por um curto período, o infantil Tudo por Brinquedo. Depois disso, retornou ao SBT, onde ganhou um novo programa infantil, o Programa Sergio Mallandro, que entrou na vaga do Show Maravilha nas manhãs da emissora de Silvio Santos. O infantil ficou no ar entre 1994 e 1996.

Depois disso, Mallandro ficou um tempo afastado da TV, voltando ao ar pela extinta Manchete em 1997 fazendo parte do projeto Domingo Total. A atração era dividida em três partes, cada uma voltada a um tipo de público, e a Sergio cabia o comando do Festa do Mallandro, onde novamente fazia suas brincadeiras com as crianças. Otávio Mesquita e Virgínia Novick eram os outros apresentadores do Domingo Total, que não ficou muito tempo no ar em razão da crise que se abatia ao canal dos Bloch.

Com a saída da Manchete, Sergio Mallandro levou sua Festa do Mallandro para a CNT/Gazeta em 1998, onde era exibida nas tardes de sábado. Foi nesta época que o programa deixou o público infantil de lado e passou a apostar em conteúdo mais “adulto”, ou seja, pegadinhas e mulheres seminuas. O programa deu um ótimo retorno de audiência para o canal, que foi empurrando a atração para as noites de sábado. E, quando CNT e Gazeta romperam a parceria, Festa do Mallandro passou a ser exibido apenas na Gazeta, nas noites de sábado. Foi assim que surgiu o Muleke Mallandro, nas tardes de sábado, e o Allegria Geral, que ocupava uma noite durante a semana.

Quando deixou a Gazeta, Sergio Mallandro tornou-se seu próprio produtor e passou a comprar horários em emissoras. Assim, ele apresentou programas como Programa Sergio Mallandro, Gallera do Mallandro, Mallandro a 220 Volts e Golleada do Mallandro, em canais como RedeTV!, Gazeta e CNT, sempre apresentando suas famigeradas pegadinhas. Também apareceu na Record, como participante de A Fazenda, em 2010.

A partir de 2012, já com status de cult  e ícone dos anos 1980, Sergio Mallandro foi resgatado pelo canal Multishow, onde protagonizou seu próprio reality show, o Vida de Mallandro. Depois, apresentou programas como Papo de Mallandro e Pegadinha do Mallandro. Atualmente, pode ser visto como jurado no Prêmio Multishow de Humor.

Leia também:

Há quatro anos estreava Em Família, com a última Helena de Manoel Carlos

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....