Há 15 anos chegava ao fim Curtindo uma Viagem, maior sucesso de Celso Portiolli

Publicado há 3 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No dia 29 de setembro de 2002 ia ao ar a última edição inédita do programa Curtindo uma Viagem, game show apresentado por Celso Portiolli no SBT. Trata-se de um dos poucos formatos inéditos apresentados por Celso em seus anos na emissora, e também o programa mais bem-sucedido de sua carreira, embora de vida curta.

Curtindo uma Viagem entrou no ar em julho de 2001, após uma série de adiamentos. O programa foi criado pelo próprio Celso Portiolli, ao lado de Silvio Santos, que dirigiu pessoalmente os primeiros pilotos. Com o novo programa, Celso voltava ao ar após quase um ano fora, desde o final da última versão do Passa ou Repassa, exibida no fim das tardes de sábado em 2000.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O formato era simples e absolutamente eficaz. Duas equipes compostas por jovens, os “cinco amigos” e as “cinco amigas” se enfrentavam nas mais diferentes provas no palco e em externas, em busca de pontos. No final do programa, a equipe que acumulava mais pontos ganhava uma viagem. Dentre as provas, havia a Prova da Agulha, onde os participantes tinham de passar uma linha em uma agulha com os olhos vendados; Chuva de Bolinhas, na qual os participantes tinham que pegar bolinhas que caíam, aleatoriamente, de vários canos; Pisca-Pisca, prova na qual o participante tinha de bater nas luzes que se acendiam em um painel; Túnel de Cordas, onde o participante passava por um túnel com várias cordas emaranhadas; Nervos de Aço, no qual o participante tinha que atravessar um anel por uma estrutura metálica sem encostar; entre tantas outras.

Em cada uma das provas, as duas equipes definiam qual dos membros participaria. Quem perdia alguma prova era mandado para a “Geladeira”, uma geladeira gigante instalada no palco. Em entrevistas, Celso Portiolli afirmou que a geladeira foi uma ideia dele, que criou como uma brincadeira pelo fato de ter ficado quase um ano fora do ar no SBT e a imprensa especializada afirmava que ele estava na “geladeira” do canal. Ao final, todas as equipes passavam pela Máquina da Corda, na qual todos pulavam corda durante um tempo limite e, se caíssem antes, o tempo restante era somado ao tempo da Prova Final, que consistia numa maratona contra o tempo formada por várias provas distintas.

No início, as provas do Curtindo uma Viagem eram realizadas, basicamente, no palco do programa e na área externa do SBT. Pouco tempo depois, foi criada uma nova prova, chamada de Operação Coragem, que propunha, a cada semana, desafios radicais. Estes desafios eram gravados em externas, e consistiam em provas de muita tensão, como atravessar de bicicleta uma pequena passarela suspensa a muitos metros de altura, por exemplo. Foram os desafios do Operação Coragem que se tornaram uma das principais marcas do programa, e responsáveis pelos maiores índices de audiência do Curtindo uma Viagem.

Curtindo uma Viagem foi, originalmente, exibido nas tardes de domingo, na faixa das 14 horas. Entre setembro e dezembro de 2001, a atração foi remanejada para as tardes de sábado, numa tentativa do SBT de entrar na briga de audiência do dia, polarizada pelo Caldeirão do Huck, da Globo, e Programa Raul Gil, da Record. Não deu certo e voltou para as tardes de domingo em janeiro de 2002. Foi nesta volta que a atração registrou suas melhores audiências, começando a bater o Planeta Xuxa, exibido pela Globo no mesmo horário.

Mesmo com o sucesso, em setembro de 2002, o SBT suspendeu a produção do programa, numa operação de cortes de custos da emissora. Mas como o Curtindo uma Viagem dava boa audiência, a emissora optou por seguir exibindo a atração, em reprises. As reapresentações do game show seguiram registrando bons números, e ficaram no ar até o final de 2003. Na sua reta final, o programa havia migrado novamente para os sábados, desta vez à noite, com desempenho satisfatório. Sem gravar novas edições do Curtindo, Celso Portiolli apareceria em um produto inédito em 2003 apenas comandando o reality show de aventura O Conquistador do Fim do Mundo. Já em 2004, ele passou a aparecer em reprises do Xaveco e do Passa ou Repassa, exibidos nas tardes de segunda a sexta da emissora. Ele só retornaria com programa inédito a partir da estreia da Sessão Premiada, no segundo semestre de 2004.

Em 2007, numa reformulação da grade do SBT que ficou conhecida como “arrancada da vitória”, a emissora lançou uma nova faixa de linha de shows, com programas exibidos às 20h15. Com isso, o Curtindo uma Viagem retornou ao ar em edições inéditas, nas noites de sexta-feira, com o nome Curtindo com Reais. Esta nova versão, como o nome sugere, não premiava os participantes com uma viagem, e sim com prêmios em dinheiro que as equipes iam acumulando no decorrer das provas. Esta nova versão não fez o sucesso esperado, saindo do ar poucos meses depois da estreia.

Leia também:

Há 36 anos, estreava a novela Brilhante

Relembre uma das provas mostradas no Operação Coragem do Curtindo uma Viagem:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio